Estudo do clima organizacional em uma empresa de construção civil de Palmas/TO

Joyce Duailibe Laignier Barbosa Santos, Elisabeth Aparecida Corrêa Menezes

Resumo


O clima organizacional diz respeito às propriedades e influências motivacionais que estão inclusas no ambiente de trabalho, sendo uma variável potencialmente importante, que deve ser estudada em busca da melhoria de qualidade contínua nas organizações. O objetivo deste artigo é de identificar a percepção dos colaboradores de uma empresa do ramo da construção civil, de Palmas/TO, em relação aos fatores do clima organizacional. Para a coleta de dados foi utilizado o modelo baseado no de instrumento Kolb et al. (1986) e Rizzatti (2002). Para a coleta de dados empregou-se o questionário e instrumento de pesquisa sobre clima organizacional, composto de 46 itens com questões afirmativas e fechadas. Foram acrescidos neste questionário itens referentes aos dados funcionais e demográficos. Participaram da pesquisa 64 colaboradores da empresa do ramo da construção civil. Por meio da análise dos resultados obtidos, os fatores com maior nível de satisfação apresentados pelos participantes foram: satisfação pessoal e cooperação, e os fatores de menor satisfação foram poder de decisão, estímulo à criatividade e equidade salarial. Analisaram-se também as diferenças do nível de percepção referentes às variáveis demográficas e funcionais. As principais diferenças do nível de percepção ocorreram na variável sexo, no fator criatividade, onde o sexo masculino apontou maior nível de satisfação do que o feminino. Na variável idade a maior diferença ocorreu no fator comunicação, com médias baixas, exceto de participantes com 60 anos ou mais. No nível de escolaridade a maior diferença de percepção ocorreu no fator estímulo à criatividade, e no tempo de serviço, a variação do nível de percepção foi maior no fator equidade salarial, possuindo nesse mesmo fator uma das menores e uma das maiores médias. Conclui-se que a empresa investigada aponta um bom nível de satisfação organizacional, mas que deve adotar algumas práticas de melhorias nos fatores poder de decisão, estímulo à criatividade, equidade salarial, comunicação e reconhecimento.


Texto completo:

PDF

Referências


BISPO, Carlos Alberto Ferreira. Um novo modelo de pesquisa de clima organizacional. Produção,v.16,n.2,p.258-273, Maio/Ago.2006.

BORGES, Valmir Sales; BRANDÃO, Susany Sales; MARINHO, Eliane Costa Pinto. Análise da Gestão de RH da Construção Civil: teoria x prática. Pesquisa Operacional para o Desenvolvimento. V. 2, n.1 p. 1-86. Rio de Janeiro: 2010.

KOLB et al., David; et al. Psicologia organizacional: uma abordagem vivencial. São Paulo: Atlas, 1986.

LUZ, Ricardo Silveira. Gestão do Clima Organizacional: proposta de critérios para a metodologia de diagnóstico, mensuração e melhoria. Estudo de caso em organizações nacionais e multinacionais localizadas na cidade do Rio de Janeiro. Niterói, UFF, 2003.

MARCONI, Marisa de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos De Metodologia Científica. 8° ed. Atlas, 2017.

MORESI, Eduardo. (org). Metodologia da Pesquisa. Universidade Católica de Brasília, UCB: Brasília, 2003.

MORO, Angelica Balconi; et al.. Avaliação do Clima Organizacional dos Servidores Técnico-administrativos de uma Instituição Pública de Ensino. In: Encontro de Administração Pública e Governo- ENAPG, Salvador, 2012.

OLIVEIRA, Daniele; CARVALHO, Roberto José; ROSA, Adriano Carlos Moraes. Clima Organizacional: fator de satisfação no trabalho e resultados eficazes na organização. Simpósio de excelência em gestão e tecnologia. IX SEGeT, 2012.

PEREIRA, Luiz Alberto. Poder e clima organizacional: um estudo de caso em uma empresa petroquímica. UFBA, Salvador, 2003.

RIZZATTI, Gerson et al.. Análise do Clima Organizacional de uma Universidade Federal Brasileira: Caso da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. X Coloquio Internacional sobre Gestion Universitaria em América Del Sur. 2010.

RIZZATTI, Gerson. Categorias de Análise de Clima Organizacional em Universidades Federais Brasileiras. UFSC, Florianópolis, 2002.

ROMÃO, Gabriela Araújo; et al. Gestão de Pessoas e Clima Organizacional: estudo de caso em um condomínio horizontal. IX Congresso Nacional de Excelência em Gestão, 2013.

SILVA, Vilma Simões; FONSECA, Gilson Araújo. A Qualidade do Clima Organizacional como Fator Contributivo para a Motivação e a Satisfação no Trabalho: Um estudo de caso dos profissionais técnicos administrativos da fundação Visconde de Cairu. Bahia, Fundação Visconde de Cairu, 2011.

SOUSA, Jorglane Suelen; GARCIA, Fernando Coutinho. Clima Organizacional: um estudo de caso em uma rede de farmácias no interior de Minas Gerais. Gestão & Regionalidade. Vol. 27, nº 79 – jan-abr, 2011.

UEHARA, Fábio Nori; SERRA, Sheyla Mara Baptista. Analise de Gestão de Recursos Humanos na Construção Civil. XI SIMPEP. Bauru, São Paulo: 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 
Atribuição 

CC BY

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Esta licença permite que outros distribuam, remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho, mesmo para fins comerciais, desde que lhe atribuam o devido crédito pela criação original. 

Contato:
Revista Sítio Novo
Kallyana Moraes Carvalho Dominices
Editora-Chefe
Instituto Federal do Tocantins - Reitoria
Avenida Joaquim Teotônio Segurado, Quadra 202 sul, ACSU-SE 20, Conjunto 01, Lote 08 - Plano Diretor Sul
Palmas, Tocantins - Brasil
Cep: 77.020-450
Telefone: 63 3229-2214

e-ISSN: 2594-7036

 

Bases de Dados, Diretórios, Repositórios e/ou Indexadores

 GoogleScholar  BASE - Bielefeld Academich Search EngineResultado de imagem para logo cabi abstracts