Formação de professores para o ensino técnico em Informática: breves considerações

Gabriela de Medeiros Cabral, Eliane Mittelstad Martins de Souza, Jair José Maldaner, Mary Lúcia Gomes Silveira de Senna, Rivadávia Porto Cavalcante

Resumo


O número de professores atuantes na Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica – RFEPCT, no Brasil, aumentou substancialmente nos últimos anos devido à criação dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, a partir da expansão da rede. O presente artigo objetiva contribuir com a discussão sobre a formação docente na RFEPCT, em especial, a formação dos professores da área técnica de Informática/Computação, e colaborar ainda com reflexões acerca da implementação e implantação de políticas educacionais. A metodologia constou de pesquisa bibliográfica, com levantamento dos dados, em fontes primárias (legislação) e secundárias (artigos, livros). Quanto ao tratamento, buscou-se a reflexão das informações encontradas, confrontadas entre os autores. O presente trabalho focaliza questões contextuais que envolvem o preparo do docente para a atuação na modalidade de ensino da Educação Profissional. Aborda também prospecções e divergências entre teorias e legislação educativas refletindo sobre os desafios e o desempenho do profissional docente no campo do ensino da área de Informática. Os resultados encontrados na literatura especializada (OLIVEIRA; SALES, 2015; MENEZES FILHO; COSTA, 2017; PENA, 2018) apontam para vários obstáculos que atravessam tanto a formação quanto a atuação do professor na EPT, e entre tais obstáculos se destaca o perfil do docente (MALDANER, 2017). Observou-se que, embora os profissionais mencionados detenham amplo conhecimento na área de atuação e cursos de pós-graduação, um número significativo de professores não possui habilitação para o magistério, especialmente para o ensino de Informática/Computação. Sugere-se a implantação de políticas públicas que fortaleçam a formação do profissional de ensino atuante nas áreas dos cursos técnicos em Informática.

Palavras-chave: Educação Profissional e Tecnológica. Formação de professores. Técnico em Informática.


Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Presidência. Lei nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF, 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm. Acesso em: 13 jan. 2019.

BRASIL. Lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, Cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Brasília, 2008b. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2008/Lei/L11892.htm. Acesso em: 18 jan. 2019.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular: Educação Infantil e Ensino Fundamental. Brasília: MEC/Secretaria de Educação Básica, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 5 set. 2019.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular: Ensino Médio. Brasília: MEC/Secretaria de Educação Básica, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/historico/BNCC_EnsinoMedio_embaixa_site_110518.pdf. Acesso em: 5 set. 2019.

BRASIL. Plataforma Nilo Peçanha. Brasília: MEC/Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica, 2019. Disponível em: http://plataformanilopecanha.mec.gov.br. Acesso em: 5 set. 2019.

CABRAL, Maria Izabel C.; et al. A trajetória dos cursos de graduação da área de computação e informática: 1969-2006. Rio de Janeiro: SBC, 2008.

CASTRO, C. S.; VILARIM, G. O. Licenciatura em computação no cenário nacional: embates, institucionalização e o nascimento de um novo curso. Revista Espaço Acadêmico, v. 13, n. 148, set. 2013.

DAMASCENA, Edilza Alves; NASCIMENTO, Ana Carolina Veras do; MOURA, Dante Henrique. Formação de professores para a educação profissional: o que apontam os dispositivos legais mais recentes (2015-2017). IV Colóquio Nacional e I Internacional - A produção do Conhecimento em Educação Profissional. Natal, Julho de 2017. Anais [...] Natal, p. 1-12 Disponível em: https://ead.ifrn.edu.br/coloquio/anais/2017/trabalhos/eixo1/E1A33.pdf. Acesso em: 10 jan. 2019.

FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria; RAMOS, Marise. A política de educação profissional no Governo Lula: um percurso histórico controvertido. Educ. Soc., Campinas, v. 26, n. 92, p. 1087-1113, Oct. 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-73302005000300017&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 10 jan. 2019.

GARCIA, Carlos Marcelo. Formação de Professores: para uma mudança educativa. Portugal: Porto, 1999.

GUEDES, I. A. C.; SANCHEZ, L. B. A formação docente para a educação profissional técnica e sua influência na atuação dos professores do Instituto Federal do Amapá – Campus Macapá: um estudo de caso. HOLOS, v. 7, n. 33, p. 238-252, out. 2017. Disponível em: http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/6093. Acesso em: 7 set. 2019.

INEP. Indicadores Educacionais. Adequação da Docente. Brasília, DF. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/web/guest/indicadores-educacionais. Acesso em: 8 set. 2019.

KUENZER, A. Z. Exclusão includente e inclusão excludente: a nova forma de dualidade estrutural que objetiva as novas relações entre educação e trabalho. In: Lombardi, J.; Saviani, D.; Sanfelice, J. (Org.). Capitalismo, trabalho e educação. 3. ed. São Paulo: Autores Associados; histedbr, 2005. p. 77-96.

LEITE, Eliane Alves Pereira; RIBEIRO, Emerson da Silva et alia. Formação de Profissionais da Educação; alguns desafios e demandas da Formação Inicial. Educ. Soc., Campinas, v. 39, nº. 144, p.721-737, jul.-set., 2018. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v39n144/1678-4626-es-es0101-73302018183273.pdf. Acesso em: 7 set. 2019.

MACHADO, Lucília Regina de Souza. Diferenciais inovadores na formação de professores para a educação profissional. Revista Brasileira de Educação Profissional e Tecnológica/Ministério da Educação, Secretaria da Educação Profissional e Tecnológica. V.1, nº 1(jun.2008). Brasília: MEC, SETEC, 2008.

MATOS, E. S. Identidade profissional docente e o papel da interdisciplinaridade no currículo de licenciatura em computação. Revista Espaço Acadêmico, Maringá, PR, v. 13, n. 148, set. 2013.

MALDANER, Jair José. A formação docente para a educação profissional e tecnológica: breve caracterização do debate. Revista Brasileira de Educação Profissional e Tecnológica. V. 2, n. 13, 2017. Disponível em: http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/5811. Acesso em: 6 set. 2019.

MENESES FILHO, Antonio; COSTA, Maria Adélia. Formação de professores para a educação profissional e tecnológica: o olhar da legislação (1917–2017). IV Colóquio Nacional e I Internacional - A produção do Conhecimento em Educação Profissional. Natal, Julho de 2017. Anais [...] Natal, p. 1-10 Disponível em: https://ead.ifrn.edu.br/coloquio/anais/2017/trabalhos/eixo3/E3A3.pdf. Acesso em: 18 dez. 2018.

MOURA, Dante Henrique. A formação de docentes para a educação profissional e tecnológica. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica /Ministério da Educação, Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. V. 1, n. 1, (jun. 2008). Brasília: MEC, SETEC, 2008. Disponível em: http://goo.gl/Z1fNw1. Acesso em: jan. 2019.

NÓVOA. Antônio. Firmar a profissão como professor, afirmar a profissão docente. Cadernos de Pesquisa v.47 n.166 p.1106-1133 out./dez. 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cp/v47n166/1980-5314-cp-47-166-1106.pdf. Acesso em: 8 set. 2019.

OLIVEIRA, Rosilene; SALES, Márcea. A formação docente na educação profissional e tecnológica: provocações e dilemas. PUCPR. Curitiba, 2015. Anais [...]. XII EDUCERE, Curitiba, outubro de 2015. Disponível em: http://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2015/21886_11440.pdf. Acesso em: 6 de set. 2019.

PENA, Geralda Aparecida de Carvalho. Necessidades formativas de professores dos Institutos Federais e Desenvolvimento profissional docente. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S.l.], v. 2, n. 15, p. 7280, nov. 2018. Disponível em: http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/7280. Acesso em: 6 set. 2019.

PEREIRA, Luis Augusto Caldas. A formação de professores para a educação profissional. Brasília, 2004. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf/Texto_apresenta01.pdf. Acesso em: 6 dset. 2019.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

SILVA SOUZA, Francisco das Chagas; RODRIGUES, Iaponira da Silva. Formação de Professores para Educação Profissional no Brasil: percurso histórico e desafios contemporâneos. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, v.17, n.2 [72], p.621-638, abr./jun. 2017. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8644682/16935. Acesso em: 8 set. 2019.

SOUZA, Ana Cláudia R. de; ANDRADE, Maria Do Carmo Ferreira; AGUIAR, Ana Flávia Souza. A formação de professores para o ensino profissional no Brasil: a construção de um caminho. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S.l.], v. 1, n. 7, p. 3-11, mar. 2016. ISSN 2447-1801. Disponível em: http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/3553. Acesso em: 27 jan. 2019.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 
Atribuição 

CC BY

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Esta licença permite que outros distribuam, remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho, mesmo para fins comerciais, desde que lhe atribuam o devido crédito pela criação original. 

Contato:
Revista Sítio Novo
Kallyana Moraes Carvalho Dominices
Editora-Chefe
Instituto Federal do Tocantins - Reitoria
Avenida Joaquim Teotônio Segurado, Quadra 202 sul, ACSU-SE 20, Conjunto 01, Lote 08 - Plano Diretor Sul
Palmas, Tocantins - Brasil
Cep: 77.020-450
Telefone: 63 3229-2214

e-ISSN: 2594-7036

 

Bases de Dados, Diretórios, Repositórios e/ou Indexadores

 GoogleScholar  BASE - Bielefeld Academich Search EngineResultado de imagem para logo cabi abstracts