A construção da argumentação por meio do gênero textual resenha crítica no ensino médio integrado: um estudo dos materiais norteadores

Marlice Vera Wolff Barros, Rivadavia Porto Cavalcante

Resumo


Neste artigo analisamos o contexto de ensino do processo de construção da argumentação por meio do gênero textual resenha crítica. A problemática se estabelece em torno do seguinte questionamento: o livro didático e o Projeto Pedagógico do Curso - PPC intencionam ou não ao desenvolvimento da argumentação quando abordam o gênero textual resenha crítica? O nosso corpus de pesquisa está constituído por livros didáticos disponibilizados pelo FNDE – Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação por intermédio do PNLD - Programa Nacional do Livro e do Material Didático, utilizados por docentes de Língua Portuguesa no 2º e 3º anos do Curso de Informática integrado ao Ensino Médio do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Tocantins – Campus Paraíso do Tocantins e o Projeto Pedagógico de Curso do curso em questão. A análise se deu mediante o emprego de uma metodologia de pesquisa documental descritiva e dedutiva. O artigo tem como fundamentação teórica e metodológica os aportes das Ciências da Linguagem oriundos dos estudos de Abreu-Tardelli (XXXX), Lousada e Machado (2004), Marcuschi (2010), Motta–Roth (2010), Bakhtin (2011), (2016), Koch (2018) e entre outros que subsidiam a pesquisa e a produção didático-pedagógica no domínio do ensino-aprendizagem da textualidade, isto é, a escrita argumentativa. Os documentos balizadores da educação brasileira, DCNEM - Diretrizes Curriculares Nacionais do Ensino Médio, BNCC – Base Nacional Comum Curricular e PCN – Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio também alicerçaram a pesquisa. Conclui-se com a pesquisa que há uma lacuna nos textos analisados no que se refere ao papel da linguagem escrita argumentativa.

Palavras-chave: Gênero Textual. Linguagem e Argumentação. Livro Didático. Projeto Pedagógico de Curso. Resenha Crítica.


Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2013.

______. Os gêneros do discurso. São Paulo: Editora 34, 2016.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Curricular Comum. Brasília, DF: Ministério da Educação, 2018. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/conselho-nacional-de-educacao/base-nacional-comum-curricular-bncc-etapa-ensino-medio. Acesso em: 18 maio 2019.

_______. Ministério da Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio. Brasília, DF: Ministério da Educação, 2013. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php? option=com_docman&view=download&alias=15548-d-c-n-educacao-basica-nova-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 18 maio 2019.

_______. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (PCNEM). Brasília, DF: Ministério da Educação, 2000. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/conaes-comissao-nacional-de-avaliacao-da-educacao-superior/195-secretarias-112877938/seb-educacao-basica-2007048997/12598-publicacoes-sp-265002211. Acesso em: 5 maio 2019.

_______. Ministério da Educação. PCN + Ensino Médio Orientações Educacionais Complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília, DF: Ministério da Educação, 2002. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/linguagens02.pdf. Acesso em: 5 maio 2019.

_______. Ministério da Educação. Português tem apenas 1,6% de aprendizagem adequada no Saeb. Brasília, DF: Ministério da Educação, 2018. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/ultimas noticias/389-ensino-medio-2092297298/68271-apenas-1-6-dos-estudantes-do-ensino-medio-tem-niveis-de-aprendizagem-adequados-em-portugues. Acesso em: 30 jul. 2019.

BRONCKART, Jean Paul. [1999]. Atividade de linguagem, textos e discurso: por um interacionismo sociodiscursivo. Tradução: Anna Rachel Machado e Péricles Cunha. 2. ed. São Paulo: EDUC, 2009.

CEREJA, William; VIANNA, Carolina Dias; DAMIEN, Christiane. Português contemporâneo: diálogo, reflexão e uso. São Paulo: Saraiva, 2016. v. 2, 352 p.

CEREJA, William; VIANNA, Carolina Dias; DAMIEN, Christiane. Português contemporâneo: diálogo, reflexão e uso. São Paulo: Saraiva, 2016. v.3, 352 p.

COSTA, Sergio Roberto. Dicionário de gêneros textuais. São Paulo: Autêntica Editora, 2008. 208 p.

FURLANETTO, Maria Marta; RIBEIRO, Vinicius Valença. Indícios de autoria na produção de resenhas de estudantes de ensino médio. Trabalhos em Linguística Aplicada. Campinas, v. 55, n. 3, p.777-804, maio 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-18132016000300777&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 4 maio 2019.

KOCH, Ingedore Villaça; ELIAS, Vanda Maria. Escrever e Argumentar. São Paulo: Contexto, 2018.

LEITÃO, Selma. Processos de construção do conhecimento: a argumentação em foco. Proposições, [s.l.], v. 18, n. 3, p. 75-92, fev. 2016. ISSN 1982-6248.

LEMES, Noemi. Argumentação, Livro Didático e Discurso Jornalístico: vozes que se cruzam na disputa pelo dizer e silenciar. 2013. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, São Paulo, 2013.

MACHADO, Anna Rachel; LOUSADA, Eliane Gouveia; ABREU-TARDELLI, Lilia Santos. Resenha: Leitura e produção de textos técnicos e acadêmicos. São Paulo: Parábola Editorial, 2004.

MARCHENZI, N. M. e LINZ, M. P. P. Por uma abordagem de gêneros textuais em sala de aula: o trabalho com entrevistas. In: Congresso Nacional de Linguística e Filologia, 15, 2011, Rio de Janeiro. Anais […], v. XV, n.5, t.3. Rio de Janeiro: CiFEFiL, 2011.

MARCUSCHI, L. A. Gêneros textuais, definição e funcionalidade. In: In: ONÍSIO, A. P.; MACHADO, A. R.; BEZERRA, M. A. Gêneros textuais & ensino. São Paulo: Parábola Editorial, 2010.

MOTTA-ROTH, Desirée; HENDGES, Graciela Rabuske. Produção textual na universidade. São Paulo: Parábola Editorial, 2010.

ROCHA, Regina Lúcia Faig Torres Pinto da. Livro didático e recursos tecnológicos: desafios na prática docente. 2016. 123 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Práticas de Educação Básica) – Colégio Pedro II, Rio de Janeiro, 2016.

ROJO, Roxane. Gêneros do discurso e gêneros textuais: questões teóricas e aplicadas. In: MEURER, J. L.; BONINI, Adair; MOTTA-ROTH, Désirée (Org.). Gêneros: teorias, métodos e debates. São Paulo: Parábola Editorial, 2005. cap. 3 p. 184-207.

SANTOS, Adjani Porcino dos. O ensino aprendizagem do ato de argumentar na resenha crítica de filme. 2015. p 151 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras), Universidade Estadual da Paraíba, Guarabira Paraíba, 2015. Disponível em: file:///C:/Users/veraw/Downloads/PDF%20-%20Adjan%C3%AD%20Porcino%20dos%20Santos%20(3).pdf. Acesso em: 5 mar. 2019.

SCHNEUWLY, B. DOLZ, J. Gêneros orais e escritos na escola. 3. ed. Campinas: Mercado das Letras, 2011.

SILVA, Williany Miranda da; SOUZA, Clara Regina Rodrigues de. A resenha como produto de retextualização em (re)escrita acadêmica. Trama,. Recife, v. 13, n. 28, nov. 2017, p. 54-85 Disponível em: file:///C:/Users/veraw/Downloads/15597-59055-1-PB.pdf. Acesso em: 5 maio 2019.

INSTITUTO FEDERAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS. PPC: Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio [Palmas, TO]: Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Tocantins, 2012. Disponível em: http://www.ifto.edu.br/ifto/colegiados/consup/documentos-aprovados/ppc/campus-paraiso-do-tocantins/tecnico-em-informatica. Acesso em: 11 maio 2019.

VIGOTSKI, L.S. A construção do pensamento e da linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 2000.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 
Atribuição 

CC BY

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Esta licença permite que outros distribuam, remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho, mesmo para fins comerciais, desde que lhe atribuam o devido crédito pela criação original. 

Contato:
Revista Sítio Novo
Kallyana Moraes Carvalho Dominices
Editora-Chefe
Instituto Federal do Tocantins - Reitoria
Avenida Joaquim Teotônio Segurado, Quadra 202 sul, ACSU-SE 20, Conjunto 01, Lote 08 - Plano Diretor Sul
Palmas, Tocantins - Brasil
Cep: 77.020-450
Telefone: 63 3229-2214

e-ISSN: 2594-7036

 

Bases de Dados, Diretórios, Repositórios e/ou Indexadores

 GoogleScholar  BASE - Bielefeld Academich Search EngineResultado de imagem para logo cabi abstracts