As contribuições do Pibid à formação dos Licenciandos em Computação do IFTO Campus Porto Nacional

Augusta Aires Lopes, Kênya Maria Vieira Lopes

Resumo


Debater a formação do professor é repensar em uma parte da qualidade da educação ofertada nas escolas. As políticas educacionais criadas e/ou a serem implementadas em âmbito nacional devem ter o propósito de incentivar e fortalecer a formação docente na educação básica. Nesse intuito, em 2007, foi lançado o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência – Pibid. Em 2011, o programa chega ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins (IFTO) concedendo bolsas para estudantes de licenciatura, professores, supervisores e coordenadores. Com o objetivo de diagnosticar as contribuições que o Pibid proporcionou à formação dos graduandos em licenciatura em computação do Campus Porto Nacional do IFTO, das turmas dos editais de 2011 e 2013/2014, segundo o olhar dos bolsistas, propôs-se o desenvolvimento dessa pesquisa que se classifica como: básica (natureza), qualitativa (abordagem do problema), descritiva (objetivos) e de levantamento (procedimentos técnicos). Como técnica de pesquisa optou-se pelo questionário semiestruturado que foi aplicado no segundo semestre de 2014 sendo respondido por 29 licenciandos participantes do Pibid. Aquisição de segurança e confiança frente à sala de aula; aproximação com a prática pedagógica; melhorias na metodologia de ensino; estímulo à pesquisa e à produção científica e experiências além do estágio supervisionado foram algumas das contribuições apresentadas e que revelam a consolidação dos objetivos traçados quando da criação do referido programa. O Pibid pode ser visto como um importante programa de formação inicial. Contudo, aliadas a ele deve haver políticas voltadas para a formação continuada e que valorizem a profissão docente.

Termos para indexação: formação de professores, política educacional, práticas de ensino

Contributions of Pibid to the education of the Licentiates in Computing of the IFTO Campus Porto Nacional

Discuss about teacher education is to rethink a part of quality education offered in schools. Educational policies created and/or to be implemented at a national level should have the purpose of encouraging and strengthening teacher education in basic education. To that aim, the Institutional Scholarship Program for Beginning Teachers (Pibid) was launched in 2007. In 2011, the program began at the Federal Institute of Education, Science and Technology of Tocantins (IFTO) granting scholarships for undergraduate students, teachers, supervisors and coordinators. In order to diagnose the contributions that Pibid provided to the training of Computing undergraduate students of IFTO Campus Porto Nacional, on classes of 2011 and 2013/2014, from the scholarship-holder viewpoint, this study proposed to develop a basic nature research, classified also as qualitative, because of its problem approach, descriptive (objective) and surveying on technical procedures. Regarding the research methodology, it was chosen a semi-structured questionnaire that was applied in the second semester of 2014 and accounted for 29 undergraduate participants on Pibid program. Security and confidence acquisition in the classroom; alignment with pedagogical teaching practice; improvements in teachingmethodology; research and scientific production incentives, and experience beyond the Supervised Traineeship were some of the contributions made and that reveal the consolidation of the objectives set when the program was first created. Pibid program can be seen as an important initial teacher education program. However, that it goes together with educational policies for continuing education and the teaching profession appreciation.

Index terms: teacher training, educational policy, teaching practices

 


Texto completo:

PDF

Referências


ARTIOLI, Carmem Lúcia; ALMEIRA, Juliana Santana de; LIMA, Viviane de Almeida. Contribuições do PIBID/UFT para a docência. Goiânia: PUC, 2011.

BRASIL. Lei n.o 9.394, de 20 de dezembro de 19996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDB. Disponível em: . Acesso s/d.

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR (CAPES). Relatório de Gestão PIBID: Diretoria de Formação de Professores da Educação Básica – DEB: Brasília, 2013. Disponível em: Acesso em 12 de set. de 2015.

CRUZ, V. R. M.; ANTUNES, A. M.; FARIA, J. C. N. M. Oficina de produção de materiais pedagógicos e lúdicos com reutilizáveis: uma proposta de educação ambiental no ensino de Ciências e Biologia. Enciclopédia Biosfera, Centro Científico Conhecer, Goiânia, v. 7, n. 12, p. 1-12, maio 2011. In: MOURA, Taís Aparecida de. O programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) e a formação docente para a alfabetização e letramento. 2011. 46 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Universidade Federal de São Carlos – Centro de Educação e Ciências Humanas-Departamento de Teorias e Práticas Pedagógicas, São Carlos, 2011.

DANTAS, Larissa Kelly. Iniciação à docência na UFMT: contribuições do PIBID na formação de professores de Química. 2013. 189 f. Dissertação. (Mestrado) – Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Cuiabá, 2013.

GATTI, B. A.; BARRETTO, E. S. de S.; ANDRÉ, M. E. D. A. Políticas docentes no Brasil: um estado da arte. Brasília: Unesco, 2011.

HAUPT, Carine. et. al. PIBID da UFT: processo de ensino-aprendizagem na formação Inicial de professores. Palmas: Nagô, 2014.

LOCATELLI, Cleomar; CASTRO, Jhon Weiner de; PASSOS, Vânia Maria de. PIBID da UFT: o desafio de formar professores. Palmas: Nagô Editora, 2014.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 7. ed. – São Paulo: Atlas, 2010.

OLIVEIRA, Adão F. de; Pizzio, Alex; França, George. Fronteiras da Educação: desigualdades, tecnologias e políticas. Goiânia: PUC, 2010.

SILVA, Edna Lúcia da; MENEZES, Estera Muszkat. Metodologia da pesquisa e elaboração de dissertação. 3. ed. rev. atual. – Florianópolis: Laboratório de Ensino a Distância da UFSC, 2001.

SOARES, Sara José. A trajetória de formação dos professores da Licenciatura em Computação do Instituto Federal do Tocantins. 2015. 112 f. Dissertação. (Mestrado em Educação), Universidade Federal de Santa Maria (UFSM, RS), 2015.

SOUSA, Lilissanne Marcelly de; PEREIRA FILHO, Albano Dias. Estágio Supervisionado nos Cursos de Licenciatura: breve histórico. In: LOPES, Kênya Maria Vieira; TELES, Maria Madalena Rodrigues; PATRÍCIO, Paulo Cesar de Sousa (Org.). Estágio Supervisionado em Computação: reflexões e relatos. Curitiba: Appris, 2016. p. 27-38.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 
Atribuição 

CC BY

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Esta licença permite que outros distribuam, remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho, mesmo para fins comerciais, desde que lhe atribuam o devido crédito pela criação original. 

Contato:
Revista Sítio Novo
Kallyana Moraes Carvalho Dominices
Editora-Chefe
Instituto Federal do Tocantins - Reitoria
Avenida Joaquim Teotônio Segurado, Quadra 202 sul, ACSU-SE 20, Conjunto 01, Lote 08 - Plano Diretor Sul
Palmas, Tocantins - Brasil
Cep: 77.020-450
Telefone: 63 3229-2214

e-ISSN: 2594-7036

 

Bases de Dados, Diretórios, Repositórios e/ou Indexadores

 GoogleScholar  BASE - Bielefeld Academich Search EngineResultado de imagem para logo cabi abstracts