Um olhar clínico diante do alcoolista: a fenomenologia existencial e suas contribuições

Maisa Damaso Barbosa

Resumo


O presente estudo visa analisar e compreender o olhar da psicologia clínica diante do caso de sujeitos dependentes do álcool, delimitando de que maneira a psicoterapia individual possa ser uma ferramenta potente e que auxilie no tratamento da dependência. Por considerar-se o homem como ser biopsicossocial, a abordagem escolhida foi a fenomenologia existencial, suas formas de interpretação e compreensão dos fatores externos e internos que levaram ao abuso de álcool, bem como compreensão de como a abordagem fenomenológica e suas teorias e métodos podem contribuir para a evolução terapêutica e a autonomia dessas pessoas.

Termos para indexação: alcoolista, fenomenologia-existencial, psicologia clínica

A clinical view on the alcoholic: existential phenomenology and its contributions

This study aims to analyze and understand the look of clinical psychology, on the case of alcohol-dependent subjects, delimiting that way, individual psychotherapy can be a powerful tool that helps in the treatment of addiction. By this, consider man as a biopsychosocial, the approach chosen was the existential phenomenology their ways of interpretation and understanding of external and internal factors that led to alcohol abuse, and how the phenomenological approach and his theories and methods can contribute to the therapeutic evolution and autonomy of these people.

Index terms: alcoholism, existential phenomenology, clinical psychology


Texto completo:

PDF

Referências


AMATUZZI, Mauro Martins. Psicologia fenomenológica: uma aproximação teórica humanista. Estudos de Psicologia, Campinas, SP, v. 26, n. 1, p. 93-100, 2009. Disponível em: . Acesso em: 19 abr. 2016.

ANGERAMI-CAMON, Valdemar Augusto. Psicoterapia existencial. São Paulo: Pioneira, 1998. 104 p.

ANGERAMI-CAMON, Valdemar Augusto. Histórias psi: a ótica existencial em psicoterapia. São Paulo: Pioneiras, 1995.94 p.

DSM-IV. Manual de diagnóstico e estatística dos transtornos mentais. 4. ed. Porto Alegre: Artes Médicas.1995. 830 p.

FEIJOO, Ana Maria Lopez Calvo de. A escuta e fala em psicoterapia: uma proposta fenomenológico-existencial. São Paulo: Vetor, 2000. 196 p.

GOMES, Willian Barbosa; de CASTRO, Thiago Gomes. Clínica fenomenológica: do método de pesquisa para a prática psicoterapêutica. Psicologia: Teoria e Pesquisa, Porto Alegre, v. 26, n. especial, p. 81-93. 2010. Disponível em: . Acesso em: 9 abr. 2016.

LESSA, Adir Machado; NOVAES DE SA, Roberto. A relação psicoterapêutica na abordagem fenomenológico-existencial. Análise Psicológica, Lisboa, v. 24, n. 3, p. 393-397, jul. 2006. Disponível em: . Acessos em: 9 abr. 2016.

PENNA, Antônio Gomes. Introdução à psicologia fenomenológica. Rio de Janeiro: Imago, 2001. 124 p.

PENHA, João da. O que é existencialismo? São Paulo: Brasiliense, 2001. 87 p.

RIBEIRO, Dállia Angélica Velez. Logoterapia e drogadição: a análise existencial de Viktor Emil Frankl no tratamento de dependência do álcool. 2015. 31 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Psicologia) – Universidade Estadual da Paraíba, Paraíba, 2015.

RIBEIRO, Jorge Ponciano. Gestalt-Terapia: eefazendo um caminho. 6. ed. São Paulo: Summus, 1985. 140 p.

SÁ, Roberto Novaes de; BARRETO, Carmem Lúcia Brito Tavares. A noção fenomenológica de existência e as práticas psicológicas clínicas. Estudos de Psicologia, Campinas, SP, v. 28, n. 3, p. 389-394, 2011. Disponível em: . Acesso em: 19 abr. 2016.

SIPAHI, Fabiano Matos, VIANNA; Fernanda de Camargo. Uma análise da dependência de drogas numa perspectiva fenomenológica existencial. Análise Psicológica, São Paulo, SP, v.19, n.4, p. 503-507, 2001. Disponível em: . Acesso em: 19 abr. 2016.

TINOCO, Denise Hernandes. Psicologia, psicanálise e psicossomática. 2. ed. Londrina: UNIFIL, 2009. 230 p.




DOI: http://dx.doi.org/10.47236/2594-7036.2017.v1.i0.158-167p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 
Atribuição 

CC BY

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Esta licença permite que outros distribuam, remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho, mesmo para fins comerciais, desde que lhe atribuam o devido crédito pela criação original. 

Contato:
Revista Sítio Novo
Kallyana Moraes Carvalho Dominices
Editora-Chefe
Instituto Federal do Tocantins - Reitoria
Avenida Joaquim Teotônio Segurado, Quadra 202 sul, ACSU-SE 20, Conjunto 01, Lote 08 - Plano Diretor Sul
Palmas, Tocantins - Brasil
Cep: 77.020-450
Telefone: 63 3229-2214

e-ISSN: 2594-7036

 

Bases de Dados, Diretórios, Repositórios e/ou Indexadores

 GoogleScholar  BASE - Bielefeld Academich Search EngineResultado de imagem para logo cabi abstracts