A representação social da profissão docente entre licenciandos de Sociologia do Instituto Fernando Rodrigues da Silveira da UERJ

Rodrigo de Souza Pain, Afrânio de Oliveira Silva

Resumo


O presente artigo tem como objetivo perceber a representação social da carreira docente com os estudantes do curso de licenciatura em Sociologia do Instituto Fernando Rodrigues da Silveira, da UERJ. Os licenciandos não são ouvidos pela comunidade escolar e sentem-se perdidos no processo de desenvolvimento de sua atividade profissional. Através de entrevistas, os estudantes puderam relatar suas experiências e angústias. Como resultados, a falta de prestígio social da profissão de professor caracteriza um período difícil de desvalorização da educação e do próprio processo educativo. A diminuição progressiva de investimentos em políticas públicas voltadas para a educação traz forte cenário de dúvida, perplexidade, e os licenciandos, que estão no início do caminho para o magistério sentem intensamente essa oscilação. Percorremos a história da disciplina de Sociologia no contexto escolar no Brasil para apontar a descontinuidade no ensino escolar e também importante questões que envolvem a representação social e a formação nessa área do conhecimento. A metodologia foi um survey com a finalidade de descrição, com a preocupação principal de buscar a distribuição de certos traços e atributos dos licenciandos de Ciências Sociais da UERJ. Destacamos a Universidade e em especial a Sociologia do Instituto Fernando Rodrigues da Silveira como importante referência em pesquisa e extensão. E, assim, apontamos os desafios que os futuros professores percebem em relação a profissão tão importante ao desenvolvimento do país.


Palavras-chave


Representação social. Carreira docente. Sociologia. UERJ. Licenciatura.

Texto completo:

PDF

Referências


BOURDIEU, Pierre. La Sociologia es uma ciência? In: La recherche, n. 331, 2000.

CAMILO, Eliani Juraski. “A qualidade ‘de dentro’ na / da pesquisa qualitativa em educação no Sul do Brasil”. Educar em Revista. Curitiba, v.33, n.65, jul/set, 2017, p.137-148.

CARVALHO, Lejeune Mato Grosso Xavier de. “A trajetória histórica da luta pela introdução de Sociologia no Ensino Médio no Brasil”. In, CARVALHO, Lejeune Mato Grosso de. Sociologia e Ensino em debate. Ijuí: Editora Unijuí, 2004, p.17-61.

CIGALES, Marcelo e ENGERROFF, Ana Martina Baron. “Uma cartografia do capital social dos pioneiros da Sociologia no Brasil: um estudo sobre os manuais escolares”. In MAÇAIRA, Julia Polessa e FRAGA, Alexandre Barbosa. Saberes e Práticas do Ensino de Sociologia. Rio de Janeiro: Autografia, 2018.

DEMO, Pedro. Pesquisa; princípio científico e educativo. 6 ed. São Paulo: Cortez, 1999.

DURKHEIM, Emile. O suicídio: estudo da Sociologia. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

_________________. Da divisão do trabalho social. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

FERREIRA, Walace. Entrevista com o coordenador de Sociologia do CAp-UERJ, 2009.

FOUCAULT, Michel. Madness and civilization: A history of insanity in the age of reason. Londres: Tavistock, 1971.

HANDFAS, Anita. Formação de professores de Sociologia: reflexões sobre diferentes modelos formativos. In: HANDFAS, Anita e OLIVEIRA, Luiz Fernandes. A Sociologia vai à escola: história, ensino e docência. Rio de Janeiro: FAPERJ, 2009, p.187-196.

JODELET, Denise. La representación social: fenómenos, concepto y teoria. In: MOSCOVICI, S. (org). Psicologia Social. Barcelona, 1985.

MENDES, Rogério. “A Sociologia no ensino básico: desafios e dilemas”. In: HANDFAS, Anita e OLIVEIRA, Luiz Fernandes. A Sociologia vai à escola: história, ensino e docência. Rio de Janeiro: FAPERJ, 2009.

MILLS, C. Wright. A imaginação sociológica. Rio de Janeiro: Zahar, 1982

MORAES, Amaury César e GUIMARÃES, Elisabeth da Fonseca. “Metodologia de Ensino de Ciências Sociais: relendo as OCEM – Sociologia”. Coleção Explorando o Ensino. Ministério da Educação, Brasília, 2010.

MOREIRA, Helena Maria Alves e LINS, Mônica Regina Ferreira. “O CAp-UERJ e a educação integral – Reflexões sobre o espaço e tempo escolar”. X Simpósio educação e sociedade contemporânea: desafios e propostas. Rio de Janeiro, UERJ, 2016.

SETTON, Maria da Graça Jacintho. “A teoria do habitus em Pierre Bourdieu: uma leitura contemporânea”. Revista Brasileira de Educação. Rio de Janeiro, 2002.

SILVA, Ileizi Luciana Fiorelli. “O ensino das Ciências Sociais/ Sociologia no Brasil: histórico e perspectivas”. Coleção Explorando o Ensino. Ministério da Educação, Brasília, 2010.

TOMAZZI, Nelson Dacio. “Conversa sobre Orientações Curriculares Nacionais (OCNs)”. Revista Cronos, UFRN, v.8, n.2, Natal, jul/dez, 2007.

UERJ. Projeto Político Pedagógico do Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira (CAp/UERJ), Rio de Janeiro, 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.47236/2594-7036.2020.v4.i3.244-255p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 
Atribuição 

CC BY

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Esta licença permite que outros distribuam, remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho, mesmo para fins comerciais, desde que lhe atribuam o devido crédito pela criação original. 

Contato:
Revista Sítio Novo
Kallyana Moraes Carvalho Dominices
Editora-Chefe
Instituto Federal do Tocantins - Reitoria
Avenida Joaquim Teotônio Segurado, Quadra 202 sul, ACSU-SE 20, Conjunto 01, Lote 08 - Plano Diretor Sul
Palmas, Tocantins - Brasil
Cep: 77.020-450
Telefone: 63 3229-2214

e-ISSN: 2594-7036

 

Bases de Dados, Diretórios, Repositórios e/ou Indexadores

 GoogleScholar  BASE - Bielefeld Academich Search EngineResultado de imagem para logo cabi abstracts Crossref Similarity Check