Considerações sobre o Colégio de São Paulo em Goa: ciência, currículo e organização

Felipe Augusto Fernandes Borges

Resumo


Analisar o Colégio de São Paulo em Goa, mostrando um pouco dos seus currículos, além daquilo a que se propunha como instituição é o objetivo deste artigo. O Seminário de Santa Fé foi fundado em Goa no ano de 1541. No ano de 1542 chegaram os primeiros jesuítas na Índia, liderados por Francisco Xavier. Assim que chegam a Goa, os jesuítas passam também a desempenhar funções de ensino no seminário. Em 1547 a Companhia de Jesus assume o total controle da instituição. O trabalho jesuíta no comando do Seminário de Santa Fé propiciou a criação, em 1548, do Colégio de São Paulo, o principal colégio jesuítico da Índia. As fontes documentais usadas para este estudo constam de documentos contidos nas “Obras Completas” de Francisco Xavier, organizadas por Francisco de Sales Baptista e no primeiro volume da “Documenta Indica”, organizada por Joseph Wicki. Conclui-se que os colégios, no contexto da Companhia de Jesus, funcionavam como centros de uma tentativa de imposição da cultura ocidental. Assim, o Colégio de São Paulo e o Seminário de Santa Fé foram alguns dos principais centros que serviam à tentativa de propagação da cultura europeia na Índia.


Palavras-chave


Companhia de Jesus. Colégio de São Paulo. Goa. Educação. Século XVI.

Texto completo:

PDF

Referências


AMEAL, João. História de Portugal: das origens até 1940. 6.ed. Porto: Tavares Martins, 1968.

BALDINI, Ugo. As Assistências ibéricas da Companhia de Jesus e a actividade científica nas missões asiáticas (1578-1640). Alguns aspectos culturais e institucionais. Revista Portuguesa de Filosofia, Braga, Abril-Junho, 1998, Tomo LIV, Fasc. 2.

BOXER, C. R. O Império Marítimo Português (1415-1825). São Paulo: Companhia das Letras, 2002.

COELHO, António Borges. Os argonautas portugueses e o seu velo de ouro (séculos XV-XVI). In: Tengarrinha, José (org.). História de Portugal. Bauru, SP: EDUSC; São Paulo, SP: UNESP; Portugal, PO: Instituto Camões, 2002, p. 57-76.

COSTA, Célio Juvenal. A racionalidade jesuítica em tempos de arredondamento do mundo: o Império Português (1540-1599). Tese de doutoramento. Piracicaba: Universidade Metodista de Piracicaba, 2004.

COSTA, Célio Juvenal. Fontes Jesuítas e a Educação Brasileira. In: COSTA, Célio Juvenal. MELO, José Joaquim Pereira. FABIANO, Luiz Hermenegildo (org.). Fontes e Métodos em História da Educação. Dourados, MS: Ed. UFGD, 2010. p. 193-214.

LONDOÑO, Fernando Torres. Escrevendo Cartas: Jesuítas, Escrita e Missão no Século XVI. Revista Brasileira de História. São Paulo, v. 22, nº 43, pp. 11-32, 2002.

MANSO, Maria de Deus Beites. A Companhia de Jesus na Índia (1542-1622): Actividades Religiosas, Poderes e Contactos Culturais. Évora: Universidade de Évora; Macau: Universidade de Macau, 2009.

MANSO, Maria de Deus Beites. Convergências e divergências: o ensino nos colégios jesuítas de Goa e Cochim durante os séculos XVI - XVIII. In: L.M. Carolino; C.Z. Camenietzki (coords.). Jesuítas, ensino e ciência sécs. XVI - XVIII. Lisboa, Ed. Caleidoscópio, 2005, p. 163-181.

MENEZES, Sezinando Luiz. Antônio Vieira: O império do outro mundo e o império deste mundo. Maringá. EDUEM, 2015.

PAIVA, José Maria de. Colonização e Catequese. São Paulo: Arké, 2006.

PÉCORA, Alcir. Epistolografia Jesuítica no Brasil, Grão-Pará e Maranhão. Revista Estudos Amazônicos, Vol. III, n° 1, 2008, p. 39-46.

REGO, António da Silva (org.). Documentação para a história das missões do Padroado português do Oriente. 3o vol. Lisboa: Agência Geral das Colônias, Comissão Nacional para as comemorações dos descobrimentos portugueses, 1950.

SCHURHAMMER, George S. J. Francisco Xavier. Su vida y su tiempo. Tomo III. Índia: 1547 - 1599. Gobierno de Navarra: Compañia de Jesús, Arzobispado de Pamplona, 1992.

SOUZA, Teotónio R. de. Goa Medieval. A Cidade e o Interior no Século XVII. Lisboa: Ed. Estampa, 1994.

TAVARES, Célia C. da S. Francisco Xavier e o Colégio de Goa. Revista Em Aberto, v. 21, n° 78, 2007, p. 121-134.

TAVARES, Célia C. da S. Jesuítas e inquisidores em Goa: a cristandade insular (1540-1682). Lisboa: Roma Editora, 2004.

VELHO, Álvaro. O descobrimento das Índias: o diário da viagem de Vasco da Gama. Rio de Janeiro, Objetiva, 1998.

WICKI, José. Documenta Indica. Vol I. Romae: Monumenta Historica Societatis Iesu, 1948.

XAVIER, São Francisco. Obras Completas. Tradução de Francisco de Sales Baptista S.J. São Paulo: Edições Loyola; Braga: Editorial A. O, 2006.




DOI: http://dx.doi.org/10.47236/2594-7036.2020.v4.i4.74-83p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 
Atribuição 

CC BY

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Esta licença permite que outros distribuam, remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho, mesmo para fins comerciais, desde que lhe atribuam o devido crédito pela criação original. 

Contato:
Revista Sítio Novo
Kallyana Moraes Carvalho Dominices
Editora-Chefe
Instituto Federal do Tocantins - Reitoria
Avenida Joaquim Teotônio Segurado, Quadra 202 sul, ACSU-SE 20, Conjunto 01, Lote 08 - Plano Diretor Sul
Palmas, Tocantins - Brasil
Cep: 77.020-450
Telefone: 63 3229-2214

e-ISSN: 2594-7036

 

Bases de Dados, Diretórios, Repositórios e/ou Indexadores

 GoogleScholar  BASE - Bielefeld Academich Search EngineResultado de imagem para logo cabi abstracts Crossref Similarity Check