Educação integral na educação profissional e tecnológica: análise dos documentos que regem um curso subsequente

Claudenir Varela dos Santos, Inge Renate Frose Suhr

Resumo


Este artigo apresenta os resultados de uma pesquisa exploratória que objetivou investigar em que medida um curso técnico subsequente, ofertado num Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia, expressa, em seus documentos, a proposta de formação integral para os estudantes, compreendida por Ramos (2008) como concepção de formação humana, com base na integração de todas as dimensões da vida no processo formativo. Essa forma de conceber a educação profissional se baseia no princípio educativo do trabalho, devendo contribuir para que os estudantes, além de aprenderem o “saber fazer”, compreendam cientificamente as bases do processo produtivo. Toma por referências privilegiadas Frigotto (2001, 2005), Ciavatta (2005), Saviani (1999, 2006), Moura, Lima Filho e Silva (2015) e Ramos (2008, 2014). A pesquisa se deu por análise documental, sendo analisados o Plano Desenvolvimento Institucional (PDI), o Projeto Pedagógico de Curso (PPC) e os planos de ensino dos docentes. Os resultados indicam que, apesar de o PDI da instituição se apoiar na concepção de educação integral, o PPC e os planos de ensino não têm o mesmo alinhamento, tendendo a compreender educação profissional no sentido da formação para o mercado de trabalho.


Palavras-chave


Educação Profissional e Tecnológica. Formação Integral. Currículo.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Lei nº 11.741, de 16 de julho de 2008. Altera dispositivos da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para redimensionar, institucionalizar e integrar as ações da educação profissional técnica de nível médio, da educação de jovens e adultos e da educação profissional e tecnológica. Diário Oficial da União: Brasília, DF, 17 jul. 2008.

BRASIL. Ministério da Educação. Expansão da Rede Federal. Disponível em: http://redefederal.mec.gov.br/expansao-da-rede-federal. Acesso em: 15 abr. 2019.

CANALI, Heloisa Helena Barbosa. A trajetória da educação profissional no Brasil e os desafios da construção de um ensino médio integrado à educação. profissional. Cadernos do programa de desenvolvimento educacional do estado do Paraná, Curitiba-PR, 2009. Disponível em:http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=619. Acesso em: 19 jun. 2019.

CIAVATTA, M. A formação integrada: a escola e o trabalho como lugares de memória e de identidade. In: FRIGOTTO, G. et al. (org.). Ensino médio integrado: concepções e contradições. São Paulo: Cortez, 2005.

FORNARI, Liamara Teresinha. Institutos federais de educação, ciência e tecnologia: possibilidade para contribuir com a emancipação humana. 2017. Tese (Doutorado em Sociologia Política) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2017. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/183595. Acesso em: 25 ago. 2019.

FRIGOTTO, Gaudêncio. Educação e trabalho: bases para debater a educação profissional emancipadora. Perspectiva, [s. l.], v. 19, n. 1, p. 71-87, 2001. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/perspectiva/article/view/8463. Acesso em: 21 ago. 2019.

FRIGOTTO, G. Concepções e mudanças no mundo do trabalho e o Ensino Médio. In: FRIGOTTO, G. et al. (org.). Ensino médio integrado: concepções e contradições. São Paulo: Cortez, 2005.

IFXX. Plano de Desenvolvimento Institucional. [S.l.]: IFXX, 2014.

IFXX. Plano de ensino n. 1. [S.l.]: IFXX, 2016a.

IFXX. Plano de ensino n. 3. [S.l.]: IFXX, 2016b.

IFXX. Plano de ensino n. 4. [S.l.]: IFXX, 2016c.

IFXX. Projeto Pedagógico de Curso de educação profissional técnica de nível médio subsequente ao ensino médio. [S.l.]: IFXX, 2017.

MOURA, Dante H. Ensino médio e educação profissional: dualidade histórica e possibilidades de integração. In: MOLL, J. et al. Educação profissional e tecnológica no Brasil contemporâneo: desafios, tensões e possibilidades. Porto Alegre: Artmed, 2010.

MOURA, D. H.; LIMA FILHO, D. L.; SILVA, M. R. Politecnia e formação integrada: confrontos conceituais, projetos políticos e contradições históricas da educação brasileira. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro. v. 20, n. 63, p. 1057-1080, out./dez. 2015.

OLIVEIRA, Antônio Cardoso; COSSIO, Maria de Fátima. O atual cenário da educação profissional no Brasil. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 11., 2013, Curitiba. Anais [...]. Curitiba: PUCPR, 2013. Disponível em: https://educere.bruc.com.br/CD2013/pdf/8126_4720.pdf. Acesso em: 18 jul. 2019.

ORTEGA, Lenise Maria Ribeiro; SANTIAGO, Nilza Bernardes. A atuação do pedagogo: Que profissional é esse? Pedagogia em Ação, [s.l.], v. 1, n. 2, p. 29-35, abr. 2010.

PADOIN, E.; AMORIM, M. O percurso da Educação Profissional no Brasil e a criação dos Institutos Federais nesse contexto. In: SEMINÁRIO NACIONAL DE HISTÓRIA DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA, 15., 2016, Florianópolis. Anais [...]. Florianópolis: UFSC, 2016. Disponível em: https://www.15snhct.sbhc.org.br/resources/anais/12/1473984255_ARQUIVO_ARTIGOSNHCTENVIADO.pdf. Acesso em: 16 jul. 2019.

RAMOS, Marise Nogueira. Concepção do ensino médio integrado. In: SEMINÁRIO SOBRE ENSINO MÉDIO, 2008. Texto disponibilizado pela autora como fundamentação ao Fórum Goiano deEducação de Jovens e Adultos. Disponível em: http://forumeja.org.br/go/sites/forumeja.org.br.go/files/concepcao_do_ensino_medio_integrado5.pdf. Acesso em: 15 jul. 2019.

RAMOS, Marise Nogueira. História e política da educação profissional. Curitiba: Instituto Federal do Paraná, 2014. Disponível em: https://curitiba.ifpr.edu.br/wp-content/uploads/2016/05/Hist%C3%B3ria-e-pol%C3%ADtica-da-educa%C3%A7%C3%A3o-profissional.pdf. Acesso em: 16 ago. 2019.

SACRISTÀN, Gimeno. O currículo: uma reflexão sobre a prática. 3. ed. Porto Alegre, RS: Artmed, 2000. 344 p.

SAVIANI, Demerval. Escola e democracia. São Paulo: Cortez: Autores Associados, 1999.

SAVIANI, Demerval. Escola e Democracia. 38. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2006.

SAVIANI, Demerval. Trabalho e educação: fundamentos ontológicos e históricos. Revista Brasileira de Educação, [s. l.], v. 12 n. 34, jan./abr. 2007. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rbedu/v12n34/a12v1234.pdf. Acesso em: 12 jul. 2019.

SCHENKEL, Cladecir Alberto. Gestão ambiental: perfil profissional e formação em cursos superiores de tecnologia e de bacharelado. 2012. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2012.

VASCONCELLOS, Celso dos Santos. Construção do conhecimento em sala de aula. São Paulo: Libertad. 2014.




DOI: http://dx.doi.org/10.47236/2594-7036.2020.v4.i4.141-155p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 
Atribuição 

CC BY

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Esta licença permite que outros distribuam, remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho, mesmo para fins comerciais, desde que lhe atribuam o devido crédito pela criação original. 

Contato:
Revista Sítio Novo
Kallyana Moraes Carvalho Dominices
Editora-Chefe
Instituto Federal do Tocantins - Reitoria
Avenida Joaquim Teotônio Segurado, Quadra 202 sul, ACSU-SE 20, Conjunto 01, Lote 08 - Plano Diretor Sul
Palmas, Tocantins - Brasil
Cep: 77.020-450
Telefone: 63 3229-2214

e-ISSN: 2594-7036

 

Bases de Dados, Diretórios, Repositórios e/ou Indexadores

 GoogleScholar  BASE - Bielefeld Academich Search EngineResultado de imagem para logo cabi abstracts Crossref Similarity Check