Casos investigativos como proposta metodológica na abordagem do tema de educação ambiental no Ensino Médio

Leila de Jesus da Silva Farias, Clayane Carvalho dos Santos, Raimundo Rafael Gamela, Walace Martins Moreira

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo avaliar a aceitação do estudo de casos investigativos enquanto metodologia de ensino em uma turma do 1º ano do Ensino Médio. Para a realização da pesquisa, foram elaborados três casos investigativos sobre temáticas ambientais de ocorrência corriqueira no município de Açailândia-MA, relacionando-os com o conteúdo de ácidos e bases. Os respectivos casos foram aplicados com três grupos de alunos durante o horário escolar. Cada discente, posteriormente, respondeu a um questionário estruturado na escala Likert e, em paralelo a este, elaborou um diário de caso para fins comparativos. Constatou-se que o estudo de caso investigativo na qualidade de metodologia escolar apresentou uma aceitação satisfatória por parte dos discentes. Todavia, na análise do diário de caso, observou-se que ele promoveu uma limitada inclusão de alunos portadores de alguma deficiência. Portanto, pondera-se que o estudo em questão se mostra relevante no tocante à melhoria da qualidade da aprendizagem. No entanto, deve ser feito com o planejamento adequado com o fito de proporcionar a inserção de todos os participantes no processo de ensino e aprendizagem.


Palavras-chave


Ensino de Química. Estudo de caso investigativo. Metodologia.

Texto completo:

PDF

Referências


BENEDETTI FILHO, E; CAVAGIS, A. D. M; BENEDETTI, L. P. S. Um Jogo Didático para Revisão de Conceitos Químicos e Normas de Segurança em Laboratórios de Química. Química nova na escola, São Paulo, vol. 42, n. 1, p. 37-44, fev. 2020. Disponível em: http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc42_1/07-RSA%2036-19.pdf. Acesso em: 22 mar. 2020.

BERBEL, N. A. N. A problematização e a aprendizagem baseada em problemas: diferentes termos ou diferentes caminhos? Interface, Botucatu-SP, v. 2, n. 2, p.139-154, 1998.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudo e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Ministério da Educação. Relatório Brasil no Pisa 2018. Disponível em: http://download.inep.gov.br/acoes_internacionais/pisa/documentos/2019/relatorio_PISA_2018_preliminar.pdf. Acesso em: 22 abr. 2019.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF: Presidência da República, [2019]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm. Acesso em: 20 ago. 2017.

CABRAL, P. F. DE O.; SOUZA, N. DOS S.; QUEIROZ, S. L. Casos investigativos para a promoção da CSCL no Ensino Superior de Química. Química Nova, São Paulo, v. 40, n. 9, p. 1121–1129, 11 jul. 2017.

CHAGAS, A. T. R. O Questionário na Pesquisa Científica. Fundação Escola de Comercio Álvares Penteado, São Paulo, v. 1, n. 1, 2000. Disponível em: https://moodle.ufsc.br/pluginfile.php/1255609/mod_resource/content/0/O_questionariona_pesquisacientifica.pdf. Acesso em: 10 jul. 2020.

CELESTINO, L. C.; FORMAGGI, A. C.; SILVA, S. H.; RIBEIRO, B. M. S. S. Metodologias Ativas de Ensino – Aprendizagem na Formação de Enfermeiros. Revista artigos.com, v. 17, n.1, p. 1-4, mar. 2020. Disponível em: https://acervomais.com.br/index.php/artigos/article/view/3503/2044. Acesso em 05 set. 2020.

CORDEIRO, E. A. L; DUARTE, E. M. Jogos educacionais digitais: estado da arte em trabalhos de conclusão de curso. Revista Sítio Novo, Palmas, v. 4, n. 1, p. 125-133, jan./mar. 2020. Disponível em: http://sitionovo.ifto.edu.br/index.php/sitionovo/article/view/291/121. Acesso em: 05 set. 2020

FARIA, F. L. O estudo de caso aplicado ao ensino Médio: o olhar do professor e do aluno sobre essa estratégia de ensino. 2014. 115f. Dissertação (Mestrado em Química) – Universidade Federal de Juiz de Fora, Minas Gerais, 2014.

FILGUEIRA, S. S; SILVA, L. M. da. Os focos da Aprendizagem Científica: Em busca de evidências da aprendizagem em uma atividade lúdica. Ludus Scientiae, Goiânia, v. 1, n. 1, p.16-25, jan/jul. 2017. Disponível em: https://revistas.unila.edu.br/relus/article/view/725. Acesso em: 29 maio 2019.

FRANCISCO, W.; BENITE, A. M. C. Casos investigativos e a relação como o saber: Trajetória e processo de aprendizagem de estudantes do ensino superior no Tocantins. Química Nova, São Paulo, v. 39, n. 3, p. 383–392, 2016.

GIORDANO, R.; NAZARETH, L. J. S.; OLIVEIRA, J. V. Políticas Públicas, Educação Inclusiva e preconceito. In: VI JORNADA INTERNACIONAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS. 2013, São Luís. Anais [...]. São Luís: UFMA, 2013. Disponível em: http://www.joinpp.ufma.br/jornadas/joinpp2013/JornadaEixo2013/anais-eixo8-direitosepoliticaspublicas/politicaspublicas-educacaoinclusivaepreconceito.pdf. Acesso em: 16 jul. 2020.

GRAHAM, A. Como escrever e usar estudos de caso para ensino e aprendizagem no setor público. Brasília: ENAP, 2010. 214p. ISBN 978-85-256-0070-7.

GUEDES, L.; SILVA, J. B. L. Jogos e brincadeiras como metodologia de ensino na aprendizagem. Revista Eventos Pedagógicos, Mato Grosso, v. 3, n. 2, p. 161–171, 2012.

KALATZIS, A. C. Aprendizagem baseada em problemas em uma plataforma de ensino a distância com o apoio dos estilos de aprendizagem: uma análise do aproveitamento dos alunos na Engenharia. 2008. 113 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) –Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos, 2008. Disponível em: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18157/tde-05112008-145409/publico/AdrianaCasaleKalatzis.pdf. Acesso em: 10 dez. 2019.

LEITE, B. S. Histórias em Quadrinhos e Ensino de Química: Propostas de Licenciandos para uma Atividade Lúdica. Ludus Scientiae, Goiânia, v. 1, n. 1, p. 58-74, jan/jul. 2017. Disponível em: https://revistas.unila.edu.br/relus/article/view/748/0. Acesso em: 29 maio 2019.

LIMA, J. O. G. Perspectivas de novas metodologias no Ensino de Química. Revista Espaço Acadêmico, v.12, n. 136, p. 95-101, set. 2012. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/EspacoAcademico/article/view/15092. Acesso em: 25 jan. 2020.

LLAURADÓ, O. Escala de Likert: o que é e como utilizá-la. Netquest, 2015. Disponível: https://www.netquest.com/blog/br/escala-likert. Acesso em: 28 set. 2017.

NASCIMENTO, R. L.; PINTO, M. R. O. Métodos e procedimentos no ensino de química. In: Encontro Nacional de Educação, Ciência e Tecnologia, 1., 2012, Campina Grande. Anais [...]. Campina Grande: UEPB, 2012. Disponível em: https://docplayer.com.br/34076207-Metodos-e-procedimentos-no-ensino-de-quimica.html. Acesso em: 20 jan. 2020.

PAZINATO, M. S.; BRAIBANTE, M. E. F. O Estudo de Caso como estratégia Metodológica para o Ensino de Química no Nível Médio. Revista Ciências & Ideias, v. 5, n. 2, maio/ago. 2014.

PILETTI, C. Didática geral. 24. ed. São Paulo: Ática, 2010.

ROCHA, R. S. CARDOSO, I. M. D. MOURA, M. A. E. O uso da gallery walk como metodologia ativa em sala de aula: uma análise sistemática no processo de ensino-aprendizagem. Revista Sítio Novo, Palmas, v. 4, n. 1, p. 162-170, jan./mar. 2020. Disponível em: http://sitionovo.ifto.edu.br/index.php/sitionovo/article/view/344. Acesso em: 22 mar. 2020.

SÁ, L. P.; KASSEBOEHMER, A. C.; QUEIROZ, S. L. Casos investigativos de caráter sociocientífico: aplicação no ensino superior de Química. Educacion Quimica, v. 24, n. 2, p. 522–528, 2013.

SÁ, L. P.; QUEIROZ, S. L. Estudo de casos no ensino de química. Campinas: Editora Átomo, 2010. 93p.

SILVA, O. B.; QUEIROZ, S. L. Estudo de Caso com enfoque Sócio-Científico: Aplicação no Ensino Médio de Química. In: Seminário Ibero Americano Ciência-Tecnologia-Sociedade,2., Brasília. Anais... Brasília:[s.n], 2010.Disponível em: http://gpeqsc.com.br/sobre/trabalhos/2010/II_SIACTS2010Osmair.pdf. Acesso em 5 set.2020.

SOUZA, S. C.; DOURADO, L. Aprendizagem baseada em problemas (PBL): um método de aprendizagem inovador para o ensino educativo. Holos, Ano 31, v. 5, 2015. Disponível em: http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/viewFile/2880/1143. Acesso em: 5 set. 2020.




DOI: http://dx.doi.org/10.47236/2594-7036.2020.v4.i4.230-241p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 
Atribuição 

CC BY

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Esta licença permite que outros distribuam, remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho, mesmo para fins comerciais, desde que lhe atribuam o devido crédito pela criação original. 

Contato:
Revista Sítio Novo
Kallyana Moraes Carvalho Dominices
Editora-Chefe
Instituto Federal do Tocantins - Reitoria
Avenida Joaquim Teotônio Segurado, Quadra 202 sul, ACSU-SE 20, Conjunto 01, Lote 08 - Plano Diretor Sul
Palmas, Tocantins - Brasil
Cep: 77.020-450
Telefone: 63 3229-2214

e-ISSN: 2594-7036

 

Bases de Dados, Diretórios, Repositórios e/ou Indexadores

 GoogleScholar  BASE - Bielefeld Academich Search EngineResultado de imagem para logo cabi abstracts Crossref Similarity Check