Determinantes do sucesso eleitoral: uma análise das disputas para governador de 2002, 2006 e 2010

Jaqueline Boni Ribeiro, Vinícius Souza Ribeiro

Resumo


Aprofundar os conhecimentos acerca dos elementos que condicionam o sucesso eleitoral no Brasil é o fator motivador desta pesquisa. A literatura sobre o tema focaliza, majoritariamente, cargos legislativos ou do Executivo federal ou municipal. Sendo assim, os pleitos eleitorais para governos estaduais são um tópico pouco pesquisado. Nesse contexto, o objetivo desta pesquisa é identificar quais são os principais fatores determinantes do sucesso nas disputas eleitorais para governador entre 2002 e 2010, assim como discutir se existem padrões de comportamento e se há influência do poder econômico e em que proporções. Para tanto, faz-se uso de um modelo logit com dados dos tribunais eleitorais. Os resultados apontam que não existe um padrão de conjunto de variáveis que explique de forma estatisticamente significativa o sucesso nas campanhas eleitorais para governador. Apenas os gastos declarados com campanha demonstraram significância estatística em todos os anos, inferindo ser uma variável determinante no sucesso em pleitos para governador, algo já apontado na literatura para outros cargos. Os modelos apontaram que a razão de chances de sucesso dos candidatos com maiores gastos foi de 2,1 a 5,4 vezes maior. A pesquisa contribui para a literatura, uma vez que aponta que variáveis como reeleição, sexo e apoio político, relevantes em outros contextos, não são significantes para determinar o sucesso eleitoral em disputas para governos estaduais. Por fim, destaca-se a importância do avanço de pesquisas que lancem luz sobre o que há de (in)comum nos determinantes de sucesso eleitoral dos candidatos a governador e demais cargos políticos.

Palavras-chave


Ciclos político-econômicos. Eleições. Modelo logit.

Texto completo:

PDF

Referências


ARRAES, R.; AMORIM NETO, O.; SIMONASSI, A. Despesas de campanha e sucesso eleitoral nos pleitos legislativos brasileiros. Dados, [s. l.], v. 60, 2017.

BORSANI, H. Eleições e Economia: Instituições políticas e resultados macroeconômicos na América Latina (1979-1998). Belo Horizonte: UFMG, 2003.

BORSANI, H. Relações entres Política e Economia: Teoria da Escolha Pública. In: BIDERMAN, C.; ARVATE, P. Economia do Setor Público no Brasil. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

DA SILVA, B. F.; CERVI, E. U. Padrões de financiamento eleitoral no Brasil: as receitas de postulantes à Câmara dos Deputados em 2010 e 2014. Revista Brasileira de Ciência Política, [s. l.], v. 23, 2017.

DUFLOTH, S. C. et al. Atributos e chances de sucesso eleitoral de prefeitos no Brasil. Revista de Administração Pública, [s. l.], v. 53, 2019.

EDUARDO, F. L.; ARAÚJO, V. Perfil do candidato ou dinheiro: de onde vem o sucesso eleitoral dos candidatos, em eleições proporcionais no Brasil?. Teoria & Pesquisa: Revista de Ciência Política, [s. l.] v. 25, n. 1, 2016.

FERNANDES, A. A. T. et al. Leia este artigo se você quiser aprender regressão logística. Revista de Sociologia e Política, [s. l.], v. 28, 2021.

FIALHO, T. M. M. Ciclos Políticos: uma resenha. Revista de Economia Política, [s. l.], v. 19, n. 2 (74), 1999.

HOROCHOVSKI, R. R. et al. Estruturas de poder nas redes de financiamento político nas eleições de 2010 no Brasil. Opinião Pública, [s. l.], v. 22, 2016.

LEMOS, L. B.; MARCELINO, D.; PEDERIVA, J. H. Porque dinheiro importa: a dinâmica das contribuições eleitorais para o Congresso Nacional em 2002 e 2006. Opinião pública, [s. l.], v. 16, n. 2, 2010.

MANCUSO, W. P. Investimento eleitoral no Brasil: balanço da literatura (2001-2012) e agenda de pesquisa. Revista de Sociologia e Política, [s. l.], v. 23, 2015.

MANCUSO, W. P.; SPECK, B. W. Financiamento empresarial na eleição para deputado federal (2002-2010): determinantes e consequências. Teoria & Sociedade, [s. l.], v. 23, n. 2, 2015.

PREUSSLER, A. P. da S. Um estudo empírico dos Ciclos Político-Econômicos no Brasil. 2001. Dissertação (Mestrado em Economia) – Faculdade de Ciências Econômicas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2001.

SACCHET, T.; SPECK, B. W. Financiamento eleitoral, representação política e gênero: uma análise das eleições de 2006. Opinião Pública, [s. l.], v. 18, 2012.

SAMUELS, D. Money, elections, and democracy in Brazil. Latin American Politics and Society, [s. l.], v. 43, n. 2, p. 27-48, 2001.

SECCHI, L.; WINK JUNIOR, M. V.; MORAES, C. J. de. Crowdfunding e desempenho eleitoral no Brasil: análise estatística das eleições para deputado federal em 2018. Revista de Administração Pública, [s. l.], v. 55, 2021.




DOI: http://dx.doi.org/10.47236/2594-7036.2022.v6.i3.60-71p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 
Atribuição 

CC BY

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Esta licença permite que outros distribuam, remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho, mesmo para fins comerciais, desde que lhe atribuam o devido crédito pela criação original. 

Contato:
Revista Sítio Novo
Kallyana Moraes Carvalho Dominices
Editora-Chefe
Instituto Federal do Tocantins - Reitoria
Avenida Joaquim Teotônio Segurado, Quadra 202 sul, ACSU-SE 20, Conjunto 01, Lote 08 - Plano Diretor Sul
Palmas, Tocantins - Brasil
Cep: 77.020-450
Telefone: 63 3229-2214

e-ISSN: 2594-7036

 

Bases de Dados, Diretórios, Repositórios e/ou Indexadores

 GoogleScholar  BASE - Bielefeld Academich Search EngineResultado de imagem para logo cabi abstracts Latindex – Interciencia PortuguêsSubmissões


Utilizamos o seguinte software de detectação de similaridade:

Crossref Similarity Check