Educação, informação e tecnologia: dos processos de organização e recuperação da informação aos objetos e aprendizagem

Cyntia Layane Gusmão Souza Sampaio, Cláudio Nei Nascimento da Silva

Resumo


Este trabalho é um esforço teórico de aproximar duas áreas do conhecimento: a Educação e a Ciência da Informação. Seu objetivo é discutir temas comumente estudados na Ciência da Informação a partir da problemática educativa, sendo eles: os processos de organização e recuperação da informação, o letramento informacional e os objetos educacionais. De natureza teórica e buscando os aportes na literatura concernente, o artigo se esforçou por evidenciar como as questões relacionadas à informação são fundamentais para se fortalecer a compreensão do fenômeno educativo. Ademais, conclui-se reforçando a natureza tecnológica da educação; a importância dos processos de recuperação e organização no processo de ensino; a necessidade de se desenvolver um letramento informacional de professores e estudantes; e a subutilização dos objetos de aprendizagem na educação.


Palavras-chave


Alfabetização informacional. Educação. Informação. Objetos de Aprendizagem. Tecnologia.

Texto completo:

PDF

Referências


ADL ADVANCED DISTRIBUTED LEARNING. SCORM 2004. 3. Edição. Disponível em: . Acesso em: 10 fev. 2019.

ALVES, C. D. Metadados para recuperação de imagens na web: utilizando o software Adobe Bridge. Ponto de acesso, Salvador, v.6, n.1, p. 32-48, abr. 2012.

AMERICAN LIBRARY ASSOCIATION. Report of the Presidential Comittee on information literacy: Final report. 10/01/1989. Disponível em: . Acesso em: 8 nov. 2019.

BELLUZZO, R.C.B. Formação contínua de professores do ensino fundamental sob a ótica do desenvolvimento da information literacy, competência indispensável ao acesso à informação e geração do conhecimento. TransInformação, Campinas, v. 16, n. 1, p. 17-32, 2004.

BRANSFORD, J. D.; BROWN, A. L.; COCKING, R. R. (Org). Como as Pessoas Aprendem. Comitê de Desenvolvimento da Ciência da Aprendizagem, Comitê de Pesquisa da Aprendizagem e da Prática Educacional, Comissão da Educação e Ciências Sociais e do Comportamento, Conselho Nacional de Pesquisa dos Estados Unidos. São Paulo: Senac, 2007.

CAMPELLO, B. O. Letramento Informacional no Brasil: práticas educativas de bibliotecários em escolas de ensino básico. Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte, 2009.

CAREGNATO, S. E. O desenvolvimento de habilidades informacionais: o papel das bibliotecas universitárias no contexto da informação digital em rede. Rev. de Bibliotecon. & Comum, Porto Alegre, v. 8, p. 47-55, 2000.

DUDZIAK, E. A. Information literacy: princípios, filosofia e prática. Ciência da Informação, Brasília, v. 32, n. 1, p. 23-35, jan./abr. 2003.

FAQUETI, M. F.; RADOS, G. V. Dinâmica evolutiva da pesquisa escolar: proposta de um modelo. In: SEMINÁRIO NACIONAL DE BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS, 2002. Anais. Disponível em: . Acesso em: 25 jul. 2019.

FARIAS, C. M.; VITORINO, E. V. Competência Informacional e dimensões da competência do bibliotecário no contexto escolar. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v.1, n.2, 2009.

FERNEDA, E. Introdução aos modelos computacionais de recuperação da informação. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, 2012.

FIALHO, J. F.; MOURA, M. A. A formação do pesquisador juvenil. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 10, n. 2, p. 194-207, 2005.

FRANCELIN, M. M.; KOBASHI, N. Y. Concepções sobre o conceito na organização da informação e do conhecimento. Ci. Inf., Brasília, v.40, n.2, p.207-228, maio/ago. 2011.

GASQUE, K. C. G. D.; TESCAROLO, R. Letramento informacional e os desafios da educação básica. In: Congresso brasileiro de biblioteconomia, documentação e ciência da informação, 22, 2007, Brasília. Anais. Brasília: FEBAB/ABDF, 2007. 1 CD-ROM.

GASQUE, K. C. G. D.; TESCAROLO, R. Desafios para implementar o letramento informacional na educação básica. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 26, n. 1. 2010.

GASQUE, K. C. G. D.; TESCAROLO, R. Letramento Informacional: pesquisa, reflexão e aprendizagem. Brasília: Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília, 2012. 175 p.

GAZZONI, A.et al. Objetos de aprendizagem para a TV pendrive: conhecendo e produzindo. 3. ed. Curitiba: Secretaria da Educação, 2007.

IEEE. Learning Technology Standards Committee (LTSC). Draft Standard for Learning Object Metadata. Institute of Electrical and Electronics Engineers, Inc. LTSC. (2000). Learning technology standards committee website. Disponível em: . Acesso em: 19 de fev. 2019.

KURAMOTO, H. Acesso livre à informação científica: novos desafios. Liinc em Revista, v.4, n.2, setembro, 2008. Rio de Janeiro, p.154 -157.

LANCE, K. C.; RODNEY , M. J.; HAMILTON-PENNELL, C. Measuring Up to Standards: The Impact of School Library Programs & Information Literacy in Pennsylvania Schools. 2000. Disponível em: . Acesso em: 20 jul. 2019.

LE COADIC, Y. F. A ciência da informação. Brasília: Brinquet de Lemos, 1996.

LECARDELLI, J.; PRADO, N. Competência informacional no Brasil: um estudo bibliográfico no período de 2001 a 2005. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, v. 2, n. 2, jul. 2006.

MAIA, M. C. C. Currículo integrado e trabalho – a formação continuada do professor do (proeja): uma pesquisa compreensiva e propositiva. 2015. 128f. Dissertação de mestrado. Universidade do Estado da Bahia, UNEB, Bahia, 2015.

MADIO, T. C. de C.; SANTOS, J. M. P. Encontrabilidade da informação: Uma análise aplicada no repositório arca. Colóquio em organização, acesso e apropriação da informação e do conhecimento: perspectivas para a disseminação, acesso e (re) uso da informação. Londrina, PR, 2017.

MARCONDES, C. H.; SAYÃO, L. F. À guisa de introdução: repositórios institucionais e livre acesso In: SAYÃO, L. F.; TOUTAIN, L. B.; ROSA, F. G.; MARCONDES, C. H. (Org). Implantação e gestão de repositórios institucionais: políticas, memória, livre acesso e preservação. Salvador: EDUFBA, 2009, 365p.

MELO, A. V. C.; ARAUJO, E. A. Competência informacional e gestão do conhecimento: uma relação necessária no contexto da sociedade da informação. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 12, n. 2, p. 185-201, 2007.

MERRIL, M. D. Components of Instruction: Toward a Theoretical Tool for Instructional Design. Instructional Science. 2000. Disponível em: . Acesso em: 12 fev. 2019.

MONTEIRO, F. de S. Organização da informação em repositórios digitais institucionais com ênfase na descrição física e descrição temática. 2008. 199f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Universidade de Brasília, Brasília, 2008.

MONTOYA-MOGOLLÓN, J. B; MADIO, T. C. de C. Gestão do documento arquivístico digital no contexto organizacional: uma necessária contribuição. Encontro nacional de pesquisa e ciência da informação: sujeito informacional e as perspectivas atuais em ciência da informação, Londrina, PR, 2018.

PINCOLINI, L. B.I; ANTONIAZZI, R. proporcionalidade e semelhança: aprendizagem via objetos de aprendizagem. Revista Novas Tecnologias da Educação, Porto Alegre, v.4, n. 2, p. 1-9, dez, 2006.

ROWLEY, J. A biblioteca eletrônica. Tradução de Antônio Agenor. Brinquet de Lemos: Brasília, 2002. Disponível em: . Acesso em: 21 out. 2018.

SCHNEIDER, H. N. (Org.). Informática e Educação. Aracaju: SESI, 2011.

SILVA, E. L.; CAFÉ, L.; CATAPAN, A. H. Os objetos educacionais, os metadados e os repositórios na sociedade da informação. Ci. Inf., Brasília, DF, v. 39 n. 3, p.93-104, set./dez., 2010.

SILVA, T. E.; TOMÁEL, M. I. Repositórios Institucionais e o modelo Open. In: TOMAÉL, M.I. (Org). Fontes de informação na Internet. Londrina: EDUEL, 2008. p. 123 a p. 150.

SPOHRER, J. S.; T. & SHUM, S. B. Educational Authoring Tools and the Educational Object Economy: Introduction to the Special Issue From the East/West Group. Journal of Interactive Media In Education, 1998. Disponível em: http://www-jime.open.ac.uk/98/10/spohrer-98-10-paper.html. Acesso em: 15 nov. 2018.

TEIXEIRA, F. A. G.; LINS, G. S. Competência informacional em tempos de Web. In: Jaime Robredo; Marisa Bräscher (Org.). Passeios pelo bosque da informação: estudos sobre representação e organização da informação e do conhecimento 966. EROIC. Brasília: IBICT, 2010, 335 p.




DOI: http://dx.doi.org/10.47236/2594-7036.2021.v5.i2.72-82p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 
Atribuição 

CC BY

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Esta licença permite que outros distribuam, remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho, mesmo para fins comerciais, desde que lhe atribuam o devido crédito pela criação original. 

Contato:
Revista Sítio Novo
Kallyana Moraes Carvalho Dominices
Editora-Chefe
Instituto Federal do Tocantins - Reitoria
Avenida Joaquim Teotônio Segurado, Quadra 202 sul, ACSU-SE 20, Conjunto 01, Lote 08 - Plano Diretor Sul
Palmas, Tocantins - Brasil
Cep: 77.020-450
Telefone: 63 3229-2214

e-ISSN: 2594-7036

 

Bases de Dados, Diretórios, Repositórios e/ou Indexadores

 GoogleScholar  BASE - Bielefeld Academich Search EngineResultado de imagem para logo cabi abstracts Latindex – Interciencia PortuguêsSubmissões


Utilizamos o seguinte software de detectação de similaridade:

Crossref Similarity Check