Variabilidade espacial de plantas daninhas em áreas sob diferentes usos agrícolas

Matheus Fernandes de Souza Sena, Otacílio Silveira Júnior, Ítalo Cordeiro Silva Lima, Marciane Cristina Dotto, Antônio Clementino dos Santos

Resumo


Devido ao seu vasto território e grande variação climática, o Brasil apresenta condições de permitir o crescimento de diversas espécies de plantas daninhas, o que acaba demandando alto consumo de herbicidas. Para realizar o controle pontual, mitigar problemas ambientais e reduzir custos de aplicação, a variabilidade espacial para controle de plantas daninhas por meio de ferramentas geoestatíticas permite resultados satisfatórios a essa demanda. Nesse sentido, o trabalho foi realizado com o objetivo de verificar a variabilidade espacial de três áreas com diferentes usos agrícolas e mapear a distribuição espacial de plantas daninhas, taxas de infestação e mapas de aplicação de herbicidas. O georreferenciamento foi realizado em malha 47 x 56 m, totalizando 51 pontos. Após a coleta das amostras, foram identificadas as plantas daninhas, que foram separadas por famílias, a fim de confeccionar mapas de necessidade de aplicação (densidade de plantas daninhas/m²) e controle químico, através de diferentes herbicidas (Glifosato, 2-4-D, 2-4-D + picloram) indicados para as necessidades apontadas em cada parcela, bem como as suas características agronômicas. Constatou-se que as plantas daninhas estão presentes em áreas com menor uso de práticas de manejo, além de serem as áreas mais propícias a sofrer degradação. É possível fazer aplicações localizadas de herbicidas em espécies pós-emergência, pós-tardias e adultas, levando em consideração a variabilidade espacial das plantas daninhas.


Palavras-chave


Agricultura de precisão. Controle químico. Plantas invasoras. Variabilidade espacial.

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, I. M. M.; OLIVEIRA, Â. G. R. C. Agronegócio e agrotóxicos: impactos à saúde dos trabalhadores agrícolas no nordeste brasileiro. Trabalho, Educação e Saúde, v. 15, n. 1, p. 117-129, 2016.

BÔAS, G. L. V., FRANÇA, F. H., MACEDO, N. Potencial biótico da mosca-branca Bemisia argentifolii a diferentes plantas hospedeiras. Horticultura Brasileira, v. 20, n. 1, p.71-79, 2002.

CORRÊA, M. J. P. et al. Períodos de interferência de plantas daninhas na cultura do feijão caupi. Revista de Ciências Agroambientais, v. 13, n. 2, p.50-56, 2015.

COSTA, A. D. S. Composição química e decomposição de liteira em pastagens de Brachiaria brizantha e Panicum maximum sob manejo intensivo. Teresina: Coordenadoria Geral de Pesquisa, 2015. 16 p. (Relatório Final)

DIM et al.. Distribuição espacial de plantas daninhas e produção de forragem em áreas de pastejo contínuo. Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal, v. 12, n. 2, p. 296-305, 2011.

FERREIRA, A. C. Fisiologia e morfologia de plantas de feijão sob deficiência hídrica. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Piracicaba, v. 3, n. 2, p.10-21, ago. 2017.

GOLDEN SOFTWARE. Surfer for Windows version 13. Colorado: Golden, 2015.

JOBIM, P. F. C. et al. Existe uma associação entre mortalidade por câncer e uso de agrotóxicos? Uma contribuição ao debate. Ciência & Saúde Coletiva, v. 15, n. 1, p. 277-288, 2010.

KÖPPEN E GEIGER. Clima: Combinado-TO. 2018. Disponível em: https://pt.climate-data.org/america-do-sul/brasil/tocantins/combinado-312723/. Acesso em: 8 nov. 2018.

MATHERON, G. Principles of Geostatistics. Economic Geology, v. 58, p. 1246-1266, 1963.

NEVES NETO, D. N. et al. Análise espacial de atributos do solo e cobertura vegetal em diferentes condições de pastagem. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 17, n. 9, p.995-1004, 2013.

PERBONI, A. et al. Geoestatística e simulações condicionais aplicadas a ensaios de uniformidade de aspersão convencional. Irriga, v. 19, n. 1, p.115-129, 2014.

RIGOTTO, R. M. et al. O verde da economia no campo: desafios à pesquisa e às políticas públicas para a promoção da saúde no avanço da modernização agrícola. Ciência & Saúde Coletiva, v. 17, n. 6, p. 1533-1542, 2012.

ROBERTSON, G. P. GS+ geostatistics for the environmental sciences: GS+ user’s guide. Plainwell: Gamma Design, 1998.

RODRIGUES, M. O. D. et al. Diagnóstico da estrutura horizontal de capim Mombaça em sistema silvipaltoril pastejado por ovinos. Amazon Soil – I Encontro de Ciência do Solo da Amazônia Oriental, p. 91-101.

ROVEDA, M. et al. Modelagem geoestatística da estrutura espacial arbórea e dos atributos do solo em floresta ombrófila mista. Floresta, v. 48, n. 1, p.67-76, 2018.

SANTOS, M. E. R et al. Estrutura do dossel e características de perfilhos em pastos de capim-piatã manejados com doses de nitrogênio e períodos de deferimento variáveis. Ciência Animal Brasileira, v. 18, n. 3, p.1-13, 2017.

SILVEIRA JUNIOR, et al. Distribuição espacial de atributos químicos do solo em áreas sob diferentes usos agrícolas. Revista Brasileira na Agricultura, v. 22, n. 5, p.442-455, 2014.

VIDAL, R. A et al. Diagnóstico da resistência aos herbicidas em plantas daninhas. Planta Daninha, v. 24, n. 3, p.597-604, 2006.

VIEIRA, S. R. et al. Geostatistical theory and application to variability of some agronomical properties. Hilgardia, v. 51, n. 3, p. 1-75, 1983.

WARRICK, A. W.; NIELSEN, D. R. Spatial variability of soil physical properties in the field. In: HILLEL, D. Applications of soil physics. New York: Academic, cap. 2, p. 319-344. 1980.




DOI: http://dx.doi.org/10.47236/2594-7036.2021.v5.i4.21-36p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 
Atribuição 

CC BY

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Esta licença permite que outros distribuam, remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho, mesmo para fins comerciais, desde que lhe atribuam o devido crédito pela criação original. 

Contato:
Revista Sítio Novo
Kallyana Moraes Carvalho Dominices
Editora-Chefe
Instituto Federal do Tocantins - Reitoria
Avenida Joaquim Teotônio Segurado, Quadra 202 sul, ACSU-SE 20, Conjunto 01, Lote 08 - Plano Diretor Sul
Palmas, Tocantins - Brasil
Cep: 77.020-450
Telefone: 63 3229-2214

e-ISSN: 2594-7036

 

Bases de Dados, Diretórios, Repositórios e/ou Indexadores

 GoogleScholar  BASE - Bielefeld Academich Search EngineResultado de imagem para logo cabi abstracts Latindex – Interciencia PortuguêsSubmissões


Utilizamos o seguinte software de detectação de similaridade:

Crossref Similarity Check