A época de semeadura na produção de sementes de soja em condições de várzea tropical

Edmar Vinicius de Carvalho, Joênes Mucci Peluzio, Cezar Neucir Freiberger, Luigi Zanfra Provenci, Wellington Cardoso dos Santos Mota

Resumo


A época de semeadura é considerada fator de maior influência cultural na soja, no entanto, poucos são os trabalhos realizados em condições de várzea tropical que avaliam o seu efeito. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito das épocas de semeadura em quatro cultivares de soja em condições de várzea tropical. Os ensaios de campo foram instalados em 13/maio, 23/maio e 03/junho de 2020 e em cada um foram utilizados quatro cultivares de soja (GMR = 8,1; 8,6; 7,4 e; 7,1) em delineamento de blocos ao acaso e quatro repetições. O cultivo foi realizado seguindo o padrão adotado na região e utilizando o sistema de subirrigação. Foram avaliadas características agronômicas, de qualidade da semente e de composição química. Além da análise de variância e do teste de médias, foram realizadas a análise de correlação linear e a de fatores (extração pelo método dos componentes principais; rotação varimax). O atraso da semeadura promoveu reduções significativas na produtividade de grãos (19% a 25%). Os valores médios de germinação e vigor das sementes foram superiores a 95% e 85%, respectivamente. As cultivares com GMR > 8,0 apresentaram redução significativa da germinação e da viabilidade com o atraso da semeadura. Entretanto, na primeira época de semeadura, apresentaram teor de óleo superior as demais (> 22%). Houve efeito da época de semeadura nas características avaliadas, com exceção do teor de proteína dos grãos. A produção de sementes com qualidade superior pode ser potencializada com a escolha da cultivares em função da época de semeadura.

Palavras-chave


Entressafra. Glycine max L.. Produtividade. Qualidade fisiológica.

Texto completo:

PDF

Referências


AGRITEMPO. Agritempo: Sistema de Monitoramento Agrometeorológico. Disponível em: http://www.agritempo.gov.br/agritempo/jsp/Estatisticas/index.jsp?siglaUF=TO. Acesso em: 20 abr. 2020.

ALMEIDA, B. C. de et al. Ambiente e densidade de semeadura em cultivares de soja para produção de biodiesel. Campo Digit@l, v. 13, n. 1, p. 19–26, 2018. Disponível em: http://revista2.grupointegrado.br/revista/index.php/campodigital/article/view/2218/1003. Acesso em: 24 abr. 2020.

ALVES, C. Z. et al. Production and physiological quality of soybean seeds in orthic quartzarenic neosoil of the cerrado region. Revista Caatinga, v. 28, n. 4, p. 127-134, 2015. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1983-21252015v28n414rc. Acesso em: 07 maio 2020.

ASSOCIATION OF OFFICIAL ANALYTICAL CHEMISTS (AOAC). Official methods of analysis. 12 ed., Washington. 1975. 1054p.

BAKAL, H. et al. The effect of growing seasons on some agronomic and quality characteristics of soybean varieties in mediterranean region in Turkey. Turkish Journal of Fields crops, v. 22, n. 2, p. 187-196, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.17557/tjfc.356213. Acesso em: 24 abr. 2020.

BARBOSA, V. da S. et al. Comportamento de cultivares de soja, em diferentes épocas de semeaduras, visando a produção de biocombustível. Revista Ciência Agronômica, v. 42, n. 3, p. 742–749, 2011. Disponível em: http://ccarevista.ufc.br/seer/index.php/ccarevista/article/view/1142/599. Acesso em: 24 abr. 2020

BORNHOFEN, E. et al. Épocas de semeadura e desempenho qualitativo de sementes de soja. Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 45, n. 1, p. 46-55, 2015. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1983-40632015v4529143. Acesso em 15 abr. 2020.

BRACCINI, A. de L. et al. Características agronômicas e rendimento de sementes de soja na semeadura realizada no período de safrinha. Bragantia, v. 63, n. 1, p. 81-92, 2004. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0006-87052004000100009. Acesso em 30 abr. 2020.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Regras para análise de sementes. Brasília: Mapa/ACS, 2009. 399p.

DARONCH, D. J. et al. Chemical composition of grains and environmental efficiency in soybeans grown under low latitude conditions. Revista de Ciências Agrárias, v. 46, n. 4, p. 359–366, 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.15361/1984-5529.2018v46n4p359-366. Acesso em 24 abr. 2020.

FARIA, L. A. de et al. Oil and protein content in the grain of soybean cultivars at different sowing seasons. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, v. 13, n. 2, p. 1–7, 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5039/agraria.v13i2a5518. Acesso em: 24 abr. 2020.

FEHR, W. R. et al. Stage of development descriptions for soybeans (Glycyne max L. Merril). Crop Science, v. 11, n. 6, p. 929-931, 1971. Disponível em: https://doi.org/10.2135/cropsci1971.0011183X001100060051x. Acesso em: 24 abr. 2020.

FIGUEIREDO FILHO, D. B.; SILVA JÚNIOR, J. A. da. Visão além do alcance: uma introdução à análise fatorial. Opinião pública, v. 16, n. 1, p. 160-185, 2010. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0104-62762010000100007. Acesso em: 24 abr. 2020.

FRANÇA-NETO, J. B. et al. Teste de tetrazólio em sementes de soja. Londrina: Embrapa - CNPSo, 1998. 72p.

GARCIA, R. A. et al. Soybean-corn succession according to seeding date. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 53, n. 1, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.1590/s0100-204x2018000100003. Acesso em: 07 maio 2020.

HAIR JR, J. F. et al. Multivariate Data Analysis. 6. ed. New Jersey: Pearson Prentice Hall, 2006. 816p.

INSTITUTO ADOLFO LUTZ (IAL). Métodos químicos e físicos para análise de alimentos. São Paulo: IAL 2005. 317p.

INSTITUTO NACIONAL DE METEOROLOGIA (INMET). Estações Convencionais. Disponível em: http://www.inmet.gov.br/portal/index.php?r=estacoes/estacoesConvencionais. Acesso em: 01 jan. 2020.

KUMAGAI, E.; TAKAHASHI, T. Soybean (Glycine max (L.) Merr.) yield reduction due to late sowing as a function of radiation interception and use in a cool region of Northern Japan. Agronomy, v. 10, n. 66, p. 1-14, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.3390/agronomy10010066. Acesso em: 07 maio 2020.

LIMA, M. D. de; PELUZIO, J. M. O rendimento de óleo derivado de sementes de soja é incrementado pela adubação potássica e época de semeadura? Enciclopédia Biosfera, v. 11, n. 21, p. 2211–2221, 2015. Disponível em: http://www.conhecer.org.br/enciclop/2015b/biologicas/Efeito%20da%20adubacao%20potassica.pdf. Acesso em: 24 abr. 2020.

LIMA, M. D. de et al. Potassium fertilization and sowing seasons on protein yield in soybean cultivars. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, v. 21, n. 6, p. 392–397, 2017a. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1807-1929/agriambi.v21n6p392-397. Acesso em: 24 abr. 2020.

LIMA, A. M. N. de et al. Efeito do déficit hídrico e época de semeadura sobre os teores e rendimentos de óleo e proteína em cultivares de soja no Tocantins. Revista de la Facultad de Agronomia, La Plata, v. 116, n. 2, p. 193–199, 2017b. Disponível em: https://revistas.unlp.edu.ar/revagro/article/view/6175. Acesso em: 24 abr. 2020.

LOPES, J. A. M. et al. Teor de proteína e óleo em grãos de soja, em diferentes épocas de plantio para fins industriais. Tecnologia e Ciência Agropecuária, v. 10, n. 3, p. 49–53, 2016. Disponível em: http://revistatca.pb.gov.br/edicoes/volume-10-2016/v-10-n-3-maio-2016/tca10308.pdf. Acesso em: 24 abr. 2020.

MARTINS, C. C. et al. Metodologia para seleção de linhagens de soja visando germinação, vigor e emergência em campo. Revista Ciência Agronômica, v. 47, n. 3, p. 455-461, 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5935/1806-6690.20160055. Acesso em: 05 maio 2020.

MASSINO, A. et al. Spatial and temporal plant-to-plant variability effects on soybean yield. European Journal of Agronomy, v. 98, p.14-24, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.eja.2018.02.006. Acesso em 05 abr. 2020.

MELLO FILHO, O. L. et al. Grain yield and seed quality of soybean selected for high protein content. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 39, n. 5, p. 445-450, 2004. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-204X2004000500006. Acesso em: 30 abr. 2020.

MEOTTI, G. V. et al. Épocas de semeadura e desempenho agronômico de cultivares de soja. Pesquisa agropecuária Brasileira, v. 47, n. 1, p. 14-21, 2012. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-204X2012000100003. Acesso em: 30 abr. 2020.

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO (MAPA). Painel Brasileiro de Sementes do MAPA: Controle de Produção de Sementes e Mudas - Indicadores. 2019. Disponível em: http://indicadores.agricultura.gov.br/sigefsementes/index.htm. Acesso em: 02 mai 2020.

MONTEIRO, F. J. F. et al. Adaptabilidade e estabilidade de cultivares de soja para produtividade de óleo nos grãos. Agrarian, v. 10, n. 35, p. 18, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.30612/agrarian.v10i35.3836. Acesso em: 05 abr. 2020.

PÁDUA, G. P. et al. Response of soybean genotypes to the expression of green seed under temperature and water stresses. Revista Brasileira de Sementes, v. 31, n. 3, p. 140-149, 2009b. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0101-31222009000300016. Acesso em: 15 abr. 2020.

PELUZIO, J. M. et al. Influência da dessecação química e retardamento da colheita na qualidade fisiológica de sementes de soja no sul do Tocantins. Bioscience Journal, v. 24, n. 2, p. 77–82, 2008a. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/6996. Acesso em: 05 abr. 2020.

PELUZIO, J. M. et al. Comportamento de cultivares de soja sob condições de várzea irrigada no sul do Estado do Tocantins, entressafra 2004. Bioscience Journal, v. 24, n. 1, p. 75–80, 2008b. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/6734. Acesso em: 05 abr. 2020.

PELUZIO, J. M. et al. Adaptabilidade e estabilidade de cultivares de soja em várzea irrigada no Tocantins. Revista Ciência Agronômica, v. 41, n. 3, p. 427–434, 2010. Disponível em: http://ccarevista.ufc.br/seer/index.php/ccarevista/article/view/641/461. Acesso em: 05 abr. 2020.

PEREIRA, L. A. G. et al. Efeito da época de semeadura sobre a qualidade de sementes de soja. Revista Brasileira de Sementes, v. 1, n. 3, p. 77-90, 1979.

PEREIRA, E. M. et al. Canonical correlations between agronomic traits and seed physiological quality in segregating soybean populations. Genetics and molecular research: GMR, v. 16, n. 2, 2017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.4238/gmr16029547. Acesso em: 05 abr. 2020.

PEREIRA, D. F. et al. Contributing to agriculture by using soybean seed data from the tetrazolium test. Data in Brief, v. 23, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.dib.2018.12.090. Acesso em: 06 maio 2020.

PRABHAKAR, K. et al. Seed yield and quality of soybean [Glycine max (L.) Merril] as influenced by cultivar and sowing date in vertisols of Andhra Pradesh during kharif season. Legume Research, v. 41, n. 2, p. 281-286, 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.18805/LR-3723. Acesso em: 06 maio 2020.

PRADO, J. P. et al. Physiological potential of soybean seeds and its relationship to electrical conductivity. Journal of Seed Sciente, v. 41, n. 4, p. 407-415, 2019. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/2317-1545v41n4214988. Acesso em: 30 abr 2020.

RANGEL, M. A. S. et al. Presença e qualidade de sementes esverdeadas de soja na região sul do Estado do Mato Grosso do Sul. Acta Scientiarum Agronomy, v. 33, n. 1, p. 127-132, 2011. Disponível em: http://dx.doi.org/10.4025/actasciagron.v33i1.4852. Acesso em 30: abr. 2020.

SANTOS, E. R. dos et al. Divergência genética entre genótipos de soja com base na qualidade de sementes. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, v. 7, n. 2, p. 247–254, 2012. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5039/agraria.v7i2a1560. Acesso em 20 nov. 2019.

SINCLAIR, T. R. et al. Comparison of vegetative development in soybean cultivars for low latitude environments. Field Crops Research, v. 92, p. 53-59, 2005. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/j.fcr.2004.08.008. Acesso em: 15 abr. 2020.

STLÜLP, M. et al. Desempenho agronômico de três cultivares de soja em diferentes épocas de semeadura em duas safras. Ciência e Agrotecnologia, v. 33, n. 5, p.1240-1248, 2009. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-70542009000500006. Acesso em: 05 maio 2020.

UMBURANAS, R. C. et al. Sowing Dates and Seeding Rates Affect Soybean Grain Composition. International Journal of Plant Production, v.12, p. 181-189, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.1007/s42106-018-0018-y. Acesso em: 30 abr. 2020.

UMBURANAS, R. C. et al. Soybean Yield in Different Sowing Dates and Seeding Rates in a Subtropical Environment. International Journal of Plant Production, v. 13, p. 117-128, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.1007/s42106-019-00040-0. Acesso em: 30 abr. 2020.

XAVIER, T. da S. et al. Época de colheita na qualidade de sementes de genótipos de soja. Comunicata Scientiae, v. 6, n. 2, p. 241–245, 2015. Disponível em: https://doi.org/10.14295/cs.v6i2.752. Acesso em: 30 abr. 2020.

ZANON, A. J. et al. Desenvolvimento de cultivares de soja em função do grupo de maturação e tipo de crescimento em terras altas e terras baixas. Bragantia, v. 74, n. 4, p. 400-411, 2015. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1678-4499.0043. Acesso em: 30 abr. 2020.




DOI: http://dx.doi.org/10.47236/2594-7036.2021.v5.i1.100-117p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 
Atribuição 

CC BY

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Esta licença permite que outros distribuam, remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho, mesmo para fins comerciais, desde que lhe atribuam o devido crédito pela criação original. 

Contato:
Revista Sítio Novo
Kallyana Moraes Carvalho Dominices
Editora-Chefe
Instituto Federal do Tocantins - Reitoria
Avenida Joaquim Teotônio Segurado, Quadra 202 sul, ACSU-SE 20, Conjunto 01, Lote 08 - Plano Diretor Sul
Palmas, Tocantins - Brasil
Cep: 77.020-450
Telefone: 63 3229-2214

e-ISSN: 2594-7036

 

Bases de Dados, Diretórios, Repositórios e/ou Indexadores

 GoogleScholar  BASE - Bielefeld Academich Search EngineResultado de imagem para logo cabi abstracts Latindex – Interciencia PortuguêsSubmissões


Utilizamos o seguinte software de detectação de similaridade:

Crossref Similarity Check