Breve exposição da produção científica brasileira sobre a obra de Wilhelm Wundt

Erika dos Santos Vieira, Rodrigo Barbosa Nascimento, Márcio Santana da Silva

Resumo


Apesar da posição histórica ocupada por Wilhelm Wundt (1832 – 1920) a partir de seu papel na consolidação e fundação da psicologia como ciência, suas contribuições teóricas, por sua vez, são demasiadamente negligenciadas, principalmente no que concerne ao Brasil. Assim, é objetivo deste estudo compreender de que forma o Sistema Psicológico idealizado por Wundt, seus métodos de investigação e seus propósitos de pesquisa foram propagados e como se apresentam no Brasil atualmente. Logo, foi realizado um panorama geral acerca das publicações sobre Wundt no Brasil, demonstrando sua importância para Psicologia e o que já foi produzido sobre ele nos últimos 20 anos, e quais as fissuras encontradas como pano de fundo para futuras pesquisas. Foram utilizadas as bases de dados SciELO e PePSIC, sendo elegíveis estudos tangenciais e aprofundados sobre o autor em questão. Assim, foram encontrados 11 manuscritos publicados entre os anos de 2003 a 2013. Os artigos foram divididos em dois aspectos: o primeiro deles com dedicação ao contexto histórico do autor, logo, atendo-se às questões relacionadas à história da Psicologia, inauguração do Centro de Pesquisa, modelo de estudo wundtiano; e o segundo aspecto deteve-se ao estudo dos objetivos de pesquisa de Wundt, a sua dedicação na compreensão da Experiência, do conceito de mente e consciência, assim como outros conceitos. Por fim, foi constatado um quantitativo reduzido de estudos dedicados à temática, apesar da grande importância desse autor. Infere-se a necessidade de explorar amplamente as questões pouco pesquisadas e apresentadas neste estudo, sobretudo a ideia de inconsciente para Wundt.

Palavras-chave


Wilhelm Wundt. Psicologia Experimental. Experiência. Processo Psicológico.

Texto completo:

PDF

Referências


ABID, José Antônio Damásio. Prólogo à história da psicologia. Psicologia: Teoria e Pesquisa, v. 21, n.1, p. 53 – 60, 2005.

ABIB, José Antônio Damásio. Epistemologia pluralizada e história da psicologia. Scientia e Studia, v. 7, n. 2, p. 195 – 2008, 2009.

ARAÚJO, Saulo Freitas. Uma visão panorâmica da psicologia científica de Wilhelm Wundt. Scientia e Studia, v. 7, n. 2, p. 209 – 220, 2009a.

ARAÚJO, Saulo Freitas. Wilhelm Wundt e a fundação do primeiro centro internacional de formação de psicólogos. Temas em Psicologia, v. 17, n. 2, p. 09 – 14, 2009b.

ARAÚJO, Saulo Freitas. O Manifesto dos filósofos alemães contra a psicologia experimental: introdução, tradução e comentários. Estudos e pesquisas em psicologia, v. 13, n.1, p. 298 – 311, 2013.

ARAÚJO, Saulo Freitas. Introdução. In: A Fundamentação da Psicologia Científica (autor: Wilhelm Wundt). Lisboa: Editora Hogrefe, 2018.

DALGALARRONDO, Paulo. Psicopatologia e Semiologia dos transtornos mentais. 3 ed. São Paulo: Armet Editora Ltda, 2019.

HONDA, Hélio. Notas sobre a noção de inconsciente em Wundt e Leibniz. Psicologia: Teoria e Pesquisa, v. 20, n. 3, p. 275 – 277, set./dez, 2004.

LEONARDI, Jan Luiz. Breves considerações sobre a concepção do objeto de estudo da Psicologia para Wundt e para Brentano. Psicologia em Revista, v. 17, n.1, p. 1 -15, abr, 2011.

MARCELLOS, Cíntia Fernandes; ARAÚJO, Saulo Freitas. A questão da consciência na Psicologia de Wilhelm Wundt. Estudos e pesquisas em psicologia, v. 11, n. 1, p. 311 – 332, 2011.

MASSIMI, Marina; MAHFOUD, Miguel. A pessoa como sujeito da experiência: um percurso na história dos saberes psicológicos. Memorandum, v. 13, p. 16 – 31, nov, 2007.

PEREIRA, Thiago Constâncio Ribeiro. O Conceito de Mente em Wilhelm Wundt. Psicologia em Pesquisa, v. 2, n. 1, p. 03 – 10, jun, 2008.

RIBEIRO, Bruno Alvarenga. Algumas considerações sobre o fazer científico realizado a partir da análise dos modelos de ciência proposta por Taylor, Wundt e Watson. Psicologia Ciência e Profissão, v. 23, n. 2, p. 92 -97, 2003.

SCHULTZ, Duane P; SCHULTZ, Sidney Ellen. História da Psicologia Moderna. 9 ed. São Paulo: Cengage - Ctp Nacional, 2009.

WUNDT, Wilhelm. A Fundamentação da Psicologia Científica. Lisboa: Editora Hogrefe, 2018. (Trabalho original publicado em 1911)




DOI: http://dx.doi.org/10.47236/2594-7036.2021.v5.i1.200-209p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 
Atribuição 

CC BY

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Esta licença permite que outros distribuam, remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho, mesmo para fins comerciais, desde que lhe atribuam o devido crédito pela criação original. 

Contato:
Revista Sítio Novo
Kallyana Moraes Carvalho Dominices
Editora-Chefe
Instituto Federal do Tocantins - Reitoria
Avenida Joaquim Teotônio Segurado, Quadra 202 sul, ACSU-SE 20, Conjunto 01, Lote 08 - Plano Diretor Sul
Palmas, Tocantins - Brasil
Cep: 77.020-450
Telefone: 63 3229-2214

e-ISSN: 2594-7036

 

Bases de Dados, Diretórios, Repositórios e/ou Indexadores

 GoogleScholar  BASE - Bielefeld Academich Search EngineResultado de imagem para logo cabi abstracts Latindex – Interciencia PortuguêsSubmissões


Utilizamos o seguinte software de detectação de similaridade:

Crossref Similarity Check